Fibra

O uso de tecnologias diminui a capacidade de concentração

Esta é uma das conclusões gerais do estudo "Attention Spans", desenvolvido pela Microsoft. De acordo com o relatório o tempo de concentração de um indivíduo em 2000 era de 12 segundos e em 2013 sofreu uma redução para 8 segundos (menos um segundo do que a capacidade de atenção de um peixe de aquário).

segunda-feira, 18 maio 2015 13:06
O uso de tecnologias diminui a capacidade de concentração

A Microsoft verificou também que essa redução se deve, em parte, à combinação de smartphones com o excesso de conteúdos disponíveis. Esta tendência é mais comum junto dos jovens, que têm um comportamento quase compulsivo de pegar no smartphone e aceder às redes sociais.

No entanto, apesar de diminuírem o tempo de atenção, a Microsoft explica que as tecnologias desenvolvem a capacidade de multitasking nos utilizadores. Deste modo é possível selecionar a informação que merece atenção e que deve ser apreendida.

O estudo "Attention Spans" é baseado na população canadiana e recorreu a ferramentas da neurociência para explicar os comportamentos tecnológicos da população e de que forma é que essas ações podem ajudar os profissionais do marketing e publicidade a interagir com os consumidores.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. 

bt nl

2050.Briefing

O Outdoor Honesto

À Escolha do Consumidor

Edições Especiais

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing