Fibra

Tecnológica portuguesa prevê crescimento graças ao Web Summit

A e.Near prevê aumentar a faturação em mais de 1 milhão de euros em 2017 após a assinatura de novos contratos com entidades que abordou durante o Web Summit.

terça, 29 novembro 2016 11:51
Tecnológica portuguesa prevê crescimento graças ao Web Summit

A empresa diz que o segredo passou pela preparação prévia, que incluiu contactos com todas as empresas presentes no Web Summit. "Além de estarmos na área de exposição dedicada às start-ups, optámos também por ter vários colaboradores a circular pelo Web Summit e a conversar com potenciais clientes. Lançámos, inclusive, um novo website no próprio dia de inauguração da feira", explica o CEO da e.Near, Nuno Melo.

A tecnológica portuguesa de nearshore com 100% de negócio internacional já está a pensar na próxima edição e refere que pretende reforçar participação. "A feira é uma montra fantástica e o facto de serem 3 anos seguidos dá-nos uma enorme vantagem, já que este primeiro foi um ano de experimentação e, nos próximos dois, poderemos afinar para onde apontar baterias", refere o CEO.

Nuno Melo explica a importância deste tipo de iniciativas ser acompanhado por políticas que garantam crescimento na área da inovação e pela oferta do tecido empresarial português virado para as TI.

Segundo a e.Near, a empresa foi reconhecida pela Exame como uma das melhores para trabalhar e foi uma das três nomeadas para o prémio de melhor outsourcing da Europa.

"Queremos que haja um reconhecimento mundial de que a melhor empresa de nearshore é a e.Near, que está em Portugal, e que em Portugal se constrói tecnologia com uma qualidade que não se consegue facilmente em mais nenhuma parte do globo", confessa o CEO.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing