Foresight

Cinco coisas que deve saber sobre como ativar online os seus consumidores

Cinco coisas que deve saber sobre como ativar online os seus consumidores De acordo com dados recentes da Google, cerca de 80% das pessoas pesquisam um produto antes de o comprar. Já o último estudo da Meaningful Brands conclui que se 74% das marcas desaparecesse, as pessoas não sentiriam a sua falta. Moral da história: as marcas estarem presentes na vida dos seus consumidores sempre foi relevante, mas hoje, mais do que nunca, estar presente e online é crítico para sobreviver.

segunda-feira, 29 junho 2015 11:28

Mas como ter uma presença online de impacto? Deixo-lhe cinco pontos-chave a considerar:

1. Importância do digital

Dados recentes indicam que os investimentos ano após ano com comunicação digital nas marcas de grande consumo crescem a dois dígitos há vários anos e por estes dias terão já passado a barreira dos 50% em todo o mundo. No entanto, verifica-se que por cada euro gasto em promoção de produtos de supermercado, cerca de 0,96€ são gastos em esforços offline e só o resto online, sendo expectável que a margem de investimento online atinja em 2017 apenas 6% de cada euro investido (IDG Grocery Market, 2014). O receio de entrar em território desconhecido é grande, pelo que é crítico que quando decidir fazer um investimento estratégico no digital defina quatro pontos centrais, nomeadamente: a Maximização do Impacto no Consumidor, a criação de Relações Pessoais & Relevantes, a Medição do Desempenho Digital e assegurar a Entrega de Resultados & ROI. Por exemplo, sabia que ao disponibilizar um vale online com a hipótese de registo imediato para receber vales posteriores pode levar a uma taxa de sucesso 2 a 3 vezes maior do que se usar um anúncio online tradicional? Utilizar um método ou outro depende dos quatro pontos centrais enumerados atrás.

2. A ativação da marca

A ativação de marca deve-se focar em dois objetivos: gerar o envolvimento do consumidor e ativar vendas. A base é fornecer um conhecimento que gere interesse e que despolete um desejo concretizado numa ação do consumidor. Para tal, há que criar um "botão de ativação" que deve seguir um ciclo contínuo que se inicia nos Dados do Consumidor, que depois avança para a Experimentação ou Compra, onde é avaliada a Frequência de Compra e termina com o Word of Mouth catalisador de mais ações em outros consumidores. Este "botão de ativação" deve conseguir despertar o "ponto ideal", que está na confluência dos interesses do consumidor, da marca e do retalhista, para que todos se envolvam e participem ativamente no processo. Chegue ao "ponto ideal" falando com o consumidor e com o retalhista em permanência.

3. Ferramentas escaláveis & tecnologia

Antes de mais não embarque em toda e qualquer nova tecnologia que aparece no mercado. As grandes tendências estão neste momento em vales online imprimíveis, e portais de e-commerce. No vales online imprimíveis pode disponibilizar os mesmos aos consumidores via e-mail, site da sua marca, redes sociais, meios de comunicação digitais e mesmo integrado em vídeo. Já o e-commerce consegue na própria plataforma oferecer descontos e outras promoções e fazer as vendas diretamente. Todas estas são ferramentas escaláveis e com base tecnológica que permitem controlar muito bem o que acontece com os consumidores a cada momento e colocar ou retirar promoções à velocidade da internet. É este foco que deve procurar sempre que investe numa ferramenta online: escalabilidade e tecnologia fiável e com fácil produção de relatórios.

4. Benchmark de ativação de marcas

O que anda a sua concorrência a fazer online? Quais têm sido os fatores que mais têm contribuído para as vendas dos seus concorrentes? Quem são os players do mercado que melhor estão a interpretar esta mudança? Com que estão eles a trabalhar? Escolha fornecedores que se sintam verdadeiros parceiros do seu negócio e cujo foco esteja em aumentar as suas vendas, e não apenas as deles.

5. Testar, testar e testar

No mundo digital podemos acumular muita experiência rapidamente mas a velocidade com que as ferramentas mudam, assim como os interesses dos consumidores é extremamente elevada. Neste processo é crítico escolher as soluções que sejam mais flexíveis mas igualmente robustas e simples de trabalhar e fazer testes em permanência junto do consumidor para ir formando uma capacidade instalada. Quer um caminho fácil? Escolha parceiros no mercado especializados em ativação dos consumidores online e desafie-os a atingir objetivos concretos de vendas. Mas não se esqueça de acertar níveis de serviço e garantir a escalabilidade, fiabilidade e a facilidade de utilização.

 

Hoje mais do que nunca é possível produzir vendas offline com ações online, sendo crucial que cada campanha conte sempre com uma componente de ativação. O importante é encontrar o "ponto ideal" que nem sempre é fácil de chegar no compromisso consumidor-marca-retalhista e não perder o foco nos objetivos aquando a execução das estratégias. A chave está em oferecer conteúdo relevante e o mais personalizado possível e para isso contribui o know-how que vai obtendo dos seus clientes ao longo do tempo e com os parceiros que participem nesta interação complexa e holística com o seu consumidor.

segunda-feira, 29 junho 2015 14:28

bt nl

Liga-te com o Coração

À Escolha do Consumidor

Edições Especiais

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing