Impressão Digital

Sérgio Carvalho

É marketeer, mas gosta de se apresentar como profissional de seguros, não fosse ele o diretor de marketing da Fidelidade. Sérgio Carvalho é apaixonado por música, tem uma para cada momento e cada estado de espírito. Se não estiver a trabalhar está, de certeza, a fazer algo que lhe suba os níveis de adrenalina, já que não esconde o gosto pela aventura.

segunda-feira, 25 junho 2018 09:23
Sérgio Carvalho

 

O filme que me marcou foi…

Mais do que um, no entanto, vou destacar “Os Suspeitos do Costume”, um filme intenso e cheio de reviravoltas, capaz de despertar vários sentimentos, mas sobretudo pela capacidade de surpreender. Também acho muito útil uma das “lições” do filme: nem tudo é exactamente aquilo que parece.

A série que não posso perder é…

”A Guerra dos Tronos”. Gosto muito de ler, quando posso, um bom livro de fantasia épica, e fiquei agarrado pelos livros do George R.R. Martin. A passagem para série foi uma agradável surpresa, porque, em alguns aspetos, conseguiu ultrapassar a o que imaginei enquanto li os livros.

Uma cidade inesquecível…

Lisboa, para mim, é uma cidade verdadeiramente inesquecível; tem tudo o que de melhor se encontra pelo mundo fora – em especial bom ambiente e boa companhia…

O local preferido em Portugal

O Minho é um lugar especial para mim, onde passei muitos verões e férias na minha infância e que visito com muita regularidade. As pessoas e a sua hospitalidade, a gastronomia e a beleza natural são apenas alguns dos predicados de sítios como Ponte de Lima, Arcos de Valdevez, Paredes de Coura, Viana do Castelo.

O carimbo que falta no passaporte …

São dois sonhos de aventuras que estão por realizar: um é o Nepal, onde gostava de conhecer o Everest ( enfim, o mais perto possível), e outro, que não dá direito a carimbo, é o Polo Norte.

O livro

“Insustentável Leveza do Ser”, de Mlan Kundera; um livro que sempre me fez refletir sobre a importância de encontrar um sentido na vida. Ainda tenho a forte memória da primeira vez que o li e o impacto que teve na forma como vejo o que vivi e o que quero viver.

Hobbies

Sempre gostei de tudo o que tivesse um gosto a aventura e com alguma adrenalina. Trekking e montanhismo, deportos de neve, paraquedismo, desportos no mar, enfim muitas coisas. Também gosto muito de música e aventuro-me com regularidade em festivais e concertos.

Algo novo que gostaria de aprender

Sempre tive curiosidade em aprender a programar (à séria). Desde o contacto na faculdade com programação e algoritmos, ficou o bichinho do pensar na forma perfeita de “escrever” uma funcionalidade.

A frase que me inspira é…

Existem várias, mas quem convive comigo sabe que o Princípio de Pareto [que permite identificar a relação entre causas e benefícios ou perdas] é uma ferramenta que com muita frequência norteia as decisões e caminhos que encontro pela frente, tanto a nível profissional como pessoal.

A banda sonora da minha vida

É a musica no seu todo, um verdadeiro vício, tenho músicas para tudo: conduzir, trabalhar, estudar, ler, relaxar, pensar… Gosto de muitos géneros diferentes de música e em especial da sua associação a momentos chave na vida, a maneira como “agarram” esses momentos e depois são uma porta para revisitar esses momentos e os sentimentos associados…

O meu perfume…

Perfumes e aromas favoritos são alguns, mas o perfume da praia e do mar é sempre capaz de me colocar um sorriso na cara!

O objeto que não pode faltar no dia a dia…
A realidade é que o telefone é uma constante no meu dia a dia, hoje funciona como um canivete suíço, serve um pouco para tudo e ajuda a resolver problemas… E tal como o canivete também é preciso saber usar (e quando não usar)!

A marca que acompanha a minha vida

Não há duvidas que é a Fidelidade, pelos motivos óbvios, mas também porque mesmo no lado pessoal já existe uma associação das pessoas que me rodeiam da marca a mim, por exemplo a minha filha mais pequena está sempre a chamar-me à atenção quando vê uma das mais de 400 lojas da Fidelidade espalhadas pelo país ou um anúncio.

Tornei-me marketeer porque…

No meu percurso profissional, que começou na área comercial bem próximo do cliente, o marketing foi se aproximando pelo interesse no mundo digital; gradualmente, este interesse levou-me a abraçar as áreas de marketing e comunicação, que hoje ocupam parte substancial do meu dia a dia e interesses.

Se não fosse marketeer seria…

Ser marketeer é uma das facetas da minha profissão, muitas vezes, antes de ser um marketeer, sou um profissional de seguros, com um contributo importante para a sociedade pois a actividade seguradora é a garantia de segurança para as pessoas, as instituições e negócios… 

Uma campanha de marketing eficaz é…

…aquela que cumpre os seus objetivos, sejam notoriedade de uma marca, ativação de um produto, ativação de uma propriedade digital ou a geração de leads. Acredito que o futuro passa por ações e campanhas totalmente mensuráveis e cujo valor pode ser perfeitamente determinado, retirando muita da subjetividade atribuída injustamente ao marketing.

A campanha da Fidelidade que mais me marcou…

A campanha We Care, assente num filme de 90 segundos, tenta mostrar o papel que os seguros todos os dias têm na reabilitação física e mental de clientes que, por exemplo, têm acidentes rodoviários ou acidentes de trabalho graves e que durante períodos longos contam com a sua seguradora para os ajudar no seu dia a dia. A campanha é baseada em historias reais e é uma das razões por que tenho muito orgulho em trabalhar na Fidelidade.

A Fidelidade é…

Uma grande marca construída com mais de 200 anos de história e com o contributo de muitos milhares de colaboradores e parceiros que, através do serviço de qualidade que prestam todos os dias, constroem junto dos nossos mais de 2 milhões de clientes uma relação de confiança única.

 

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

bt nl

À Escolha do Consumidor

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing