Marketing

INCOMUM e Nica são os novos projectos da Comunicarte para o Facebook

incomum_logo
Numa altura em que a informação na internet é excessivamente abundante, a agência de comunicação Comunicarte encontra na inovação e na criatividade factores de distinção na web. Trata-se de dois projectos no Facebook: o INCOMUM e a Nica.
quinta-feira, 30 junho 2011 00:00


“Sendo certo que a nossa vida passa já, inevitavelmente, pelas redes sociais, formámos uma equipa 2.0 para o novo serviço de social media marketing, onde contamos com Pedro Caramez e Filipe Carrera. Estes dois projectos no Facebook – o INCOMUN e a Nica – afirmam-se como ‘tubos de ensaio’ e, por outro lado, referências das potencialidades dos novos media. Conciliamos estas duas páginas com a da Comunicarte – onde já assumimos uma atitude mais comercial”, explica Ana Sofia Gomes, diretora-geral da Comunicarte.

Gerido “com mimo” pela fã número um, o INCOMUN é um clube no Facebook que se distingue por “potenciar o relacionamento entre os fãs, com efeito de vitamina no seu quotidiano, uma lufada de boa onda, um cantinho onde é possível a partilha de talentos, projectos, fotos, pensamentos... INCOMUNS”. Há surpresas de boas-vindas aos novos fãs, que podem dedicar discos pedidos, participar em passatempos exclusivos, revelar talentos desconhecidos, frequentar workshops, ter uma “visão assumidamente INCOMUN e descomplexada da vida”, adianta a fã número um.   

Os workshops, por exemplo, denominados LABS, serão semanais e “a ideia é termos pessoas a partilhar o know-how com os fãs do clube, num formato online e num registo informal”, evidencia.

Criado a 1 de Junho, o INCOMUN está perto dos mil fãs, tem cerca de 4 mil utilizadores activos e 400 mil visitas.

Da estratégia da Comunicarte para o Facebook faz ainda parte a NICA que gere a sala de imprensa virtual da agência onde, passado um mês da sua abertura, já se encontram credenciados mais de 150 jornalistas, bloggers e produtores. Desta forma, “estamos mais próximos dos jornalistas, com os quais mantemos o mesmo relacionamento baseado nos mesmos critérios deontológicos com que pautamos a nossa actividade real”, explica Ana Sofia.

Fonte: Comunicarte

bt nl

À Escolha do Consumidor

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing