Marketing

25% dos portugueses espera pelos saldos para compras de Natal

25% dos portugueses espera pelos saldos para compras de Natal
O Observador Cetelem questionou os portugueses se costumam esperar pelas promoções e saldos após o 25 de Dezembro para fazerem compras de Natal. O resultado foi que 25 por centos dos inquiridos respondeu afirmativamente, sobretudo na região norte do país - 33 por cento.

quinta, 29 dezembro 2011 13:45

Em Lisboa e no sul do país, apenas 17 por cento dos indivíduos afirma não esperar pelas promoções após o Natal, o que contrasta com os residentes na região norte. Também as mulheres (26 por cento), ao contrário dos homens (24 por cento), são quem mais prefere esperar pelos saldos.

Quando comparando por faixa etária, o Observador Cetelem chegou à conclusão que os consumidores entre os 55 e os 65 anos são os que menos revelam intenções de comprar nas promoções de final de ano – 18 por cento. A estes seguem-se os indivíduos entre os 18 e os 24 anos (22 por cento) e os que se situam numa faixa etária dos 35 aos 44 anos (24 por cento). Os consumidores que têm entre 45 e 54 anos são aqueles que mais compram nos saldos depois do Natal – 27 por cento.

"No momento de efectuar a compra, o principal critério de escolha é a utilidade da prenda. Curiosamente, o preço é colocado em segundo lugar, mas é de notar que são cerca de 25 por cento os indivíduos que pretendem aguardar pelo período de promoções (a seguir ao Natal) para fazer algumas das compras de Natal. Estes dados tornam-se mais relevantes quando estamos numa altura em que os comerciantes esperam recuperar a quebra nas vendas do Natal", explica Conceição Caldeira Silva, responsável pelo Observador Cetelem em Portugal.

A análise, realizada em colaboração com a Nielsen, foi aplicada através de um inquérito quantitativo a 500 indivíduos de Portugal continental, de ambos os sexos entre os 18 e os 65 anos, entre 3 e 4 de Outubro do corrente ano.

Fonte: MultiCom

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing