Marketing

TDT: Governo mantém data do “apagão”

TDT: Governo mantém data do “apagão”
A transição do sinal analógico de televisão para o digital vai começar mesmo no próximo dia 12: a decisão foi anunciada quarta-feira no parlamento pelo ministro dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, depois de os deputados do PCP e do Bloco de Esquerda terem requerido o adiamento da migração.

sexta-feira, 06 janeiro 2012 13:20

O ministro argumentou que alterar o calendário da Televisão Digital Terrestre (TDT) teria custos elevados, nomeadamente para os operadores de televisão. É que a partir deste mês os canais – RTP, SIC e TVI – têm de pagar à Portugal Telecom o sinal digital, sendo que adiar significaria que teriam de pagar também o sinal analógico.  Adiar significaria também que o Estado teria de compensar os operadores que ganharam o leilão de frequências para a quarta geração móvel, além de que atrasaria o encaixe de mais de 300 milhões de euros para o Estado decorrente dessa operação.

Em defesa do adiamento, o PCP e o Bloco argumentaram que há faixas da população, que estimam em 10 por cento do total, que não vão ter cobertura terrestre mas apenas acesso à televisão digital através de satélite. É que, além do descodificador, a maior parte dos utilizadores de satélite terá de comprar um prato de receção e pagar a instalação.

A migração para a TDT começa na próxima quinta-feira, 12 de janeiro, na faixa litoral do País. A 22 de março seguem-se as ilhas e a 26 de abril o interior do continente, com o que o processo será encerrado.

Fonte: Jornal de Negócios

bt nl

2050.Briefing

O Outdoor Honesto

À Escolha do Consumidor

Edições Especiais

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing