Marketing

Produção própria no Hollywood porque "canal é dos portugueses"

Produção própria no Hollywood porque “canal é dos portugueses”
Reforçar a ligação com o público português foi o que levou o Hollywood a lançar-se na produção própria em língua portuguesa. Um projeto que se concretiza já este domingo, com o magazine "A Estreia da Semana" no canal que é o terceiro mais visto no cabo, com um share de 2,3 por cento.

sexta-feira, 23 março 2012 10:29

"Queremos que o nosso público perceba que o Canal Hollywood é deles e que fala a sua língua, o Português. Com este formato, queremos reforçar a associação entre Hollywood e Portugal, e mostrar os sentimentos que a magia de Hollywood traz às nossas salas de cinema e por consequência aos filmes que passamos no Canal", foi assim que o diretor de programação, Paulo Bénard Guedes, explicou esta aposta do canal.

O Hollywood decidiu enveredar pela produção própria a partir das "excelentes audiências" que tem tido e do "enorme apoio" que tem recebido das distribuidoras. O formato, que estreia domingo mas "já estava pensado há algum tempo", é apresentado como "uma mais-valia para o canal e, acima de tudo, para o público".

"A Estreia da Semana" propõe-se ser um programa descontraído com um registo direto e familiar. "Sendo o Hollywood um canal de cinema, resolvemos reforçar essa ligação com um projeto completamente diferente, através de um formato personalizado, que se diferencia do que foi apresentado pelo canal até agora. Não temos qualquer ambição de fazer crítica cinematográfica, mas sim apostar num espaço de entretenimento, informal e despretensioso, dirigido a todos os que gostam de estar a par das novidades do mundo do cinema e das estreias do nosso canal", sublinha o diretor de programação.

Porquê o formato magazine? Porque a personalização do programa e a identificação do filme com os apresentadores foi considerada a melhor maneira de transmitir uma ligação entre o público e o filme em destaque. Associando cada um dos apresentadores a um género específico, o canal acredita que essa ligação se estabelecerá de uma maneira mais efetiva: assim, Bernardo Mendonça trará as estreias de ação e aventura, Luísa Barbosa as comédias e os romances, Maria de Vasconcelos os filmes mais familiares e, finalmente, Bruno Pereira os dramas e thrillers.

Produzido pela Arizona, com colaboração da Salt Content, este é um programa para "todos os apaixonados pelo cinema que querem estar informados sobre as estreias do grande ecrã", independentemente do género de filmes, já que em cada semana é apresentado um género diferente, o que proporciona uma grande abrangência cinematográfica.

E depois de "A Estreia da Semana"? Para já, as atenções estão focadas neste primeiro programa em português. Mas – promete Paulo Bénard Guedes – no futuro haverá certamente mais apostas de produção própria.

Fátima de Sousa
Fonte: Briefing

bt nl

À Escolha do Consumidor

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing