×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 87
Marketing

O que é português dá confiança

Quando têm de escolher as marcas em que confiam, os portugueses preferem as nacionais. A conclusão é do estudo "Marcas de Confiança 2014", da Reader's Digest. Nesta edição, as marcas portuguesas conquistam um alto nível de votação, com destaque para a Well's (80% em Cadeias e Lojas de Parafarmácia), Molaflex (78% em Colchões) e Sportzone (68% em Lojas de Desporto e Moda Desportiva), que integram três novas categorias do estudo.

quarta-feira, 26 fevereiro 2014 12:25
O que é português dá confiança

A Multiópticas, Abreu, Delta, Luso, Continente, Médis, Sagres e Zippy estão no topo das marcas nacionais que viram reforçada a confiança dos consumidores portugueses com grandes índices de votação.

Mas há outras: Worten (51% em Cadeias e Loja de Distribuição Não Alimentar), Galp (49% em Gasolineiras), TMN (atualmente Meo, 49% em Operadores de Redes Móveis), Meo (41% em Empresas de Serviço de Internet), CTT (40% em Empresa de Serviço Público), RTP (37% em Canais de Televisão – Sinal Aberto e Cabo), Fidelidade (32% em Seguradoras) e RFM (28% em Estações de Rádio).

O estudo revela as Marcas de Confiança dos portugueses em 40 categorias diferentes, divididas em produtos e serviços. As marcas foram indicadas pelos inquiridos de forma espontânea, através de um questionário elaborado com perguntas abertas, sem qualquer sugestão.

Quanto à atual situação do País, 69% dos inquiridos considera que a sua situação económica está pior do que em anos anteriores. Contudo, 1% considera-a muito boa e 57% afirma não confiar no Governo para melhorar a situação.

Outras das conclusões que se retira deste estudo é que os consumidores mudam de marca quando a qualidade do produto baixa (75%) ou se o serviço prestado pela mesma piora (78%). O preço surge na terceira posição (69%) como razão para procurar outra marca.

Em comparação com a edição anterior, as principais alterações registaram-se ao nível das categorias Telemóveis/ Smartphones, Computadores Pessoais, Banca, Empresas de Serviço de Internet e Produtos e Cuidados com o cabelo.

Respetivamente, a Samsung (45%) que destrona a Nokia depois de estar estar na primeira posição durante 13 anos, a Toshiba (39%) que substitui a HP, o BPI (40%) que conquista o lugar detido pela Caixa Geral de Depósitos (27%) durante 13 anos consecutivos, a Meo, com 41%, e a Elvive, do universo L'Óreal, que ganha à Pantene, com 24% dos votos.

Este é o 14º ano consecutivo que as Seleções do Reader's Digest realizam o estudo "Marcas de Confiança da Europa". O estudo tem como objetivo identificar as marcas em que os consumidores mais confiam e avaliar os níveis de confiança.

A pesquisa foi realizada entre setembro e novembro de 2013. A seleção da amostra e as respostas foram ponderadas pela população portuguesa, nas variáveis género e idade. O processamento de dados foi feito por Wyman Dillon e a margem de erro é de 3,1%.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

bt nl

À Escolha do Consumidor

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing