Marketing

Como a marca Brasil está na moda

A marca Brasil está melhor que nunca e "todo o mundo está de olhos postos no nosso país e isso irá trazer um enorme retorno no curto, médio e longo prazo". Quem o diz é Leila Holsbach, diretora de mercados internacionais da Embratur, agência que promove as potencialidades turísticas do Brasil. Em entrevista ao Briefing fala das estratégias que estão a ser usadas promover o país.

quinta-feira, 13 março 2014 10:29
Como a marca Brasil está na moda

Briefing | Qual o valor da marca Brasil no mercado global do turismo?

Leila Holsbach | A marca Brasil está em franca expansão mundial. Os megaeventos organizados pelo país, como a Copa das Confederações e a Jornada Mundial da Juventude em 2013, a Copa do Mundo da FIFA de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016 são uma excelente montra, que coloca o Brasil no radar mundial, promovendo e valorizando o país. Além destes eventos, existem os que fazem parte da própria identidade do Brasil e que são mundialmente conhecidos, como o Carnaval do Rio ou as Festas Juninas.

Em 2013, batemos o recorde de turistas estrangeiros, atingindo a marca dos 6 milhões e este ano apontamos para os 7 milhões, dos quais 600 mil serão durante a Copa. O Brasil duplicou a entrada de divisas geradas por turistas internacionais (170,63%), de 2003 a 2013, valor que ficou mais de 60% acima da média mundial. Diria que a marca Brasil está melhor do que nunca, todo o mundo está de olhos postos no nosso país e isso irá trazer um enorme retorno no curto, médio e longo prazo.

Briefing | Quais são os prós e os contras da marca Brasil em termos de perceção no exterior?

LH | Os prós são as próprias características do Brasil. Temos um país enorme e com uma grande diversidade natural e cultural, com uma oferta turística quase infinita. Temos um povo extremamente alegre e hospitaleiro e o mundo reconhece essa característica. Cabe a nós, Embratur, potenciar as capacidades do Brasil e divulgá-las internacionalmente, o que temos feito com grande determinação. A principal contrariedade poderá ser a distância para alguns mercados emissores, nomeadamente os países europeus mas, por outro lado, o facto de estarmos longe também poderá servir de estímulo: os turistas gostam de conhecer realidades diferentes das suas e países distantes do seu.

Briefing | Quais as ferramentas que a Embratur tem usado para promover a imagem do país no estrangeiro?

LH | A promoção do Brasil nos mercados internacionais é feita através de várias frentes. A proximidade com os operadores faz-se através de roadshows que desenvolvemos com parceiros e com os Escritórios Brasileiros de Turismo (EBT), que relançámos no passado mês de novembro e onde se inclui um EBT em Lisboa. As feiras de turismo são também uma importante forma de manter o contacto com o trade e com os turistas: em Lisboa vamos estar na BTL e no Mundo Abreu.

Realizamos campanhas publicitárias, como a campanha "O mundo encontra-se no Brasil. Venha celebrar a vida". Esta campanha teve uma forte presença online e foi lançada nos 17 mercados prioritários para o turismo do Brasil.

Outro exemplo de campanha publicitária foi o filme "Casa", estreado em outubro do ano passado. Voltado para os turistas que desejam visitar o Brasil durante a Copa 2014, o filme faz uma analogia entre a beleza das paisagens brasileiras com os confortos de uma casa, e convida o turista a conhecer a hospitalidade e a alegria do povo brasileiro. Trabalhamos com agências de RP em vários países, que fazem o contacto da Embratur com a imprensa local e promovemos algumas press trips, onde os jornalistas podem ver in loco algumas das atrações do Brasil.

As ações de comunicação digital utilizam a internet, telemóveis, redes sociais e outros meios digitais para divulgação, apoio à comercialização e relações com clientes. Dentro do nosso website desenvolvemos hotsites como o Brasil 360º, com filmes em 360º das cidades-sede da Copa, o Brasil Home, onde o país pode ser visto através de uma casa virtual, o Sunny Days Brasil, onde se pode ver quantos de dia de sol teve determinada cidade brasileira no ano anterior, o Ebook, que promove a literatura brasileira ou o Visit Brasil, com a finalidade de concentrar num único local o maior número de informações dos diversos canais da Embratur. Destaco também o jogo Game Brasil Quest, inspirado nos atrativos turísticos das 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014, que ilustram o fundo enquanto o utilizador joga. A história do jogo começa num planeta distante, frio e triste, que recebe um objeto onde está armazenada toda a alegria e calor humano do Brasil. O objeto explode, criando um portal para o Brasil, onde três extraterrestres saltam e chegam ao Brasil.

Já no nosso país, o personagem principal, o "Yep", deixa de ser cinza, pois absorve muita "alegria", tornando-se amarelo. O personagem começa a passear pelas ruas das cidades-sede, saltando obstáculos e ganhando vidas. Os pontos obtidos podem ser utilizados na compra de souvenirs das cidades.

Recentemente lançámos a plataforma digital The Green House. Trata-se de uma promoção de caráter exclusivamente cultural que vai premiar, com uma viagem ao Brasil, um turista residente em algum dos seguintes países prioritários: Portugal, Espanha, França, Itália, Alemanha, Holanda ou Reino Unido. O vencedor, que tem direito a ir com um acompanhante, escolherá entre os destinos de Bonito, Brotas, Foz do Iguaçu, Pantanal e Amazónia. O objetivo é divulgar as maravilhas naturais brasileiras no segmento Ecoturismo e Aventura. Além de todas estas ações, também estamos presentes em todas as redes sociais onde mantemos contacto permanente com todos os nossos seguidores.

Briefing | Que importância é que meios como o Facebook ou Twitter têm na divulgação da imagem do Brasil no exterior?

LH | As redes sociais são uma excelente ferramenta de divulgação e proximidade. Há uma relação e uma interação que nos aproxima das pessoas e isso é fundamental, ainda mais num sector como o turismo, onde a proximidade e o contacto permanente são determinantes para nos mantermos no top of mind do sector. A Embratur tem acompanhado as tendências das redes e está presente no Twitter, Flickr, Facebook e YouTube.

Exemplo da importância atribuída às redes sociais e à constante interatividade, é a ação Virtual Penalty que a Embratur tem levado às feiras onde marca presença e que os visitantes da BTL vão poder encontrar no nosso stand. Através desta ação digital, são apresentadas as 12 cidades-sede da Copa e os seus estádios. Os visitantes do nosso stand poderão escolher o estádio (cidade-sede) em que pretendem converter o penálti. Poderão escolher também a seleção do guarda-redes que desejam desafiar. Antes de bater o penálti, assistem a uma breve animação apresentando o estádio.

Após o penálti, tiram uma foto com o estádio como pano fundo, que podem enviar por email ou partilhar diretamente no Facebook – após colocarem um "Gosto" na página "Visit Brasil".

Briefing | Que ações especiais é que estão pensadas para o Mundial e Jogos Olímpicos?

LH | O Brasil, além de ser o país do futebol, é um país sempre em festa. O calendário anual das várias cidades onde vai decorrer a Copa – e das cidades que as rodeiam – está preenchido por atividades e eventos que vão coincidir com a competição e que os turistas vão ter a oportunidade de acompanhar e assistir. Estes eventos tradicionais são uma excelente forma de dar as boas-vindas aos turistas, bem ao "jeito brasileiro".

Durante a Copa, além das FAN Fests, organizadas pela FIFA em parceria com as 12 cidades-sede - onde serão transmitidos os jogos ao ar livre com muitos shows e diversão –, e das várias festividades distribuídas por todo o país, os principais eventos culturais durante a Copa do Mundo serão as Festas Juninas, que coincidem com o torneio de futebol.

Juntamente com o Carnaval, as Festas Juninas são uma das maiores e mais famosas celebrações brasileiras, um fenómeno cultural presente em várias regiões do país. Enquanto acompanham a sua seleção durante a Copa, os adeptos estrangeiros poderão conhecer a música e a culinária das Festas de São João, São Pedro e Santo António.
As atividades culturais, um dos grandes atrativos do Brasil, foram durante a Copa das Confederações a principal forma de lazer dos turistas fora do período dos jogos. Essa tendência deve repetir-se durante o Mundial deste ano.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

bt nl

À Escolha do Consumidor

Edições Especiais

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing