Marketing

Ainda a propósito da revista da Transportes de Lisboa

A propósito do artigo de opinião "A entrada da nova Transportes de Lisboa no mercado das chapeladas", do consultor de comunicação Luís Paixão Martins, publicado ontem, o Briefing recebeu das empresas Carris e Metropolitano de Lisboa, através da agência de comunicação Unimagem, o esclarecimento que a seguir se publica na íntegra.

sexta-feira, 13 fevereiro 2015 16:25
Ainda a propósito da revista da Transportes de Lisboa

"Na sequência do artigo de opinião publicado ontem pela Briefing, da autoria de Luis Paixão Martins, a respeito do processo de consulta, em curso, relativo à conceção, produção e expedição da revista VIA LX, vem a CARRIS e o METROPOLITANO DE LISBOA esclarecer o seguinte:

1. A consulta acima referida encontra-se a decorrer e visa responder às necessidades de comunicação das duas empresas, com os seus diversos público alvo, tendo sido lançada com agregação das duas empresas e não pela TRANSPORTES DE LISBOA, conforme é erradamente noticiado.

2. O procedimento encontra-se, ainda, na esfera própria do Júri, estando, neste momento, a decorrer o prazo para que os concorrentes se pronunciem sobre o relatório preliminar, podendo, as eventuais pronúncias, ao abrigo do direito de audiência prévia, ser apresentadas por qualquer dos concorrentes até às 23H59 do dia 18 de Fevereiro de 2015.

3. Terminado o prazo da audiência prévia, compete ao júri elaborar o relatório final, propondo a sua decisão ao Conselho de Administração, comum às duas empresas.

Por fim, importa frisar que o autor do texto dispõe de meios próprios, no âmbito do procedimento, para apresentar a sua pronúncia/reclamação em sede de audiência prévia".

Consultado o autor do artigo acerca desta nota, Luis Paixão Martins esclareceu o seguinte: "Não fui eu quem associou a Transportes de Lisboa ao concurso. São os próprios documentos do concurso que apresentam o logotipo Transportes de Lisboa. Sobre os outros pontos, pode-se concluir que confirmam o teor do meu artigo ao recomendar um procedimento contencioso administrativo. Ora, essa possibilidade (da lei) não isenta a responsabilidade do júri e dos seus membros".

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

bt nl

À Escolha do Consumidor

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing