Marketing

“O Martech é um ‘wake-up call’ para os profissionais do marketing”

Palavras de Rui Ventura, presidente da APPM (Associação Portuguesa dos Profissionais de Marketing), durante a primeira sessão da Marketing Marathon, que se iniciou esta segunda-feira no auditório da Microsoft, em Lisboa. Um encontro focado em novas ferramentas, e na qual se verificou uma nova tendência para o setor: o Martech, isto é, a necessidade de aplicação de tecnologias, como a Internet das Coisas (IoT) e a inteligência artificial, pelos marketeers tanto na segmentação de mercados, como na criação de campanhas.

segunda-feira, 15 fevereiro 2016 15:31
“O Martech é um ‘wake-up call’ para os profissionais do marketing”

Sobre o conceito de Martech, João Almeida, Tech Evangelist da Microsoft Portugal, define-o como um fenómeno que "vai mudar o ecossistema de todas as empresas que trabalham em marketing", com a adoção de ferramentas de IoT, inteligência artificial, realidade aumentada e virtual, e machine learning. Sobre este último, o profissional considera que a automatização de ferramentas permitirá, por exemplo, saber num espaço de dias ou horas se determinado investimento numa campanha de comunicação terá retorno. As ferramentas da Microsoft Delve, Power BI e o Projeto Oxford são alguns exemplos de soluções com aplicações no marketing, sobretudo o terceiro que engloba API que medem emoções, reações faciais e permitem o reconhecimento de voz, entre outras funcionalidades.

Daniel Pereira, cofundador e CEO da MindSEO, afirma que uma das tendências, a par da IoT, é o inbound de marketing, ou seja, a capacidade de fazer esforços para que sejam os utilizadores a ir ter com as marcas. Como? Através da criação de personas que permitam chegar a diferentes segmentos. O profissional ressalva ainda a importância da recolha e análise dados, que constituem "o presente e o futuro do marketing".

Por sua vez, Francisco Rebelo, CEO e cofundador da Passworks, reforçou a importância do mobile assinalando que este "não é uma tendência, é uma realidade", já que são cada vez são mais valorizados os sites mobile responsive. "Os consumidores querem ser impactados em tempo real, através do smartphone", acrescenta, já que os SMS, email marketing, apps e banners nem sempre conseguem atingir o alvo no momento certo. É aí que entram em ação as notificações com base na localização, diz, sem esquecer ainda a interação com beacons dentro das lojas, outro dos elementos do Martech.

Neste primeiro dia da Marketing Marathon, iniciativa da APPM que se prolonga até quarta-feira, foram ainda apresentados dois case studies nacionais: a Magnifinance, app de gestão financeira que foi eleita a melhor startup de 2014 e ainda a inviita, a primeira app que cria roteiros turísticos com base nos estados de espírito.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. 

bt nl

À Escolha do Consumidor

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing