Marketing

Seleção Nacional trará 438 milhões de euros… só da fase de grupos

Mesmo que a Seleção Nacional não ultrapasse a fase de grupos no Euro 2016, trará um retorno para a economia nacional de 438 milhões de euros. Os dados são de um estudo do IPAM (Instituto Português de Administração de Marketing) que estima que a vitória portuguesa na competição traduzir-se-á num impacto de 609 milhões de euros.

terça, 14 junho 2016 12:49
Seleção Nacional trará 438 milhões de euros… só da fase de grupos

A simples participação no evento terá resultados económicos muito fortes: cerca de 110 milhões durante a fase de estágio e 167 milhões pela participação nos três jogos da fase de grupos. E o facto de os portugueses continuarem a acompanhar a competição, mesmo sem a participação da seleção portuguesa, representará um impacto de mais 161 milhões de euros, explica o IPAM.

O estudo realizado pelo Gabinete de Estudos de Marketing para o Desporto do IPAM revela, assim, que a presença de Portugal nos oitavos de final representará um retorno de 27 milhões de euros, o mesmo montante alcançado nos quartos-de-final. Já a qualificação para as meias-finais trarão, para a economia nacional, perto de 43 milhões de euros, enquanto a presença na final ascenderá aos 64 milhões.

Já a UEFA espera gerar receitas de 500 milhões no Euro 2016 (mais 200 milhões comparativamente à competição de 2012). Um crescimento que, segundo o IPAM, pode ser justificado pelo alargamento para 24 equipas em competição e pela integração de 51 jogos (mais 20 que no Europeu anterior).

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. 

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing