Marketing

Marketeers: estão atentos ao "dark social"?

O "dark social" – conversas online que não são detetáveis pelos marketeers – terá um grande impacto na estratégia das marcas em 2017. A previsão é da Warc, empresa especializada em marketing intelligence, que responsabiliza a ascensão de aplicações como o WhatsApp, Facebook Messenger, Line e WeChat.

quinta-feira, 26 janeiro 2017 11:32
Marketeers: estão atentos ao "dark social"?

Segundo a Warc, 84% das partilhas acontece através de plataformas sociais privadas, enquanto 90% do investimento em marketing social está em plataformas públicas.

"O surgimento de funcionalidades de conversas ultrapassou a simples partilha de mensagens e imagens e tornou-se num completo ecossistema para os consumidores. Isto tem o potencial de fornecer uma grande quantidade de dados para as organizações, no entanto muitos deles estão em redes privadas o que se torna num desafio para os marketeers", afirma o digital marketing partner da Deloitte Digital, Jason Warnes.

"O aparecimento do 'dark social' tem duas implicações importantes para os profissionais de Marketing: primeiro, pode haver um impacto nas técnicas de observação social e na qualidade da informação disponível para monitorização de plataformas sociais. Segundo, é expectável um afastamento de estratégias em tempo real para abordagens baseadas na conversação", comenta o head of content da Warc, David Tiltman.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

bt nl

O Outdoor Honesto

À Escolha do Consumidor

Edições Especiais

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing