Marketing

Marcas, o desktop está vivo

Apesar do crescimento do mobile, o desktop está vivo. A conclusão é de um estudo levado a cabo pela Mediapost e pela comScore que visa compreender os padrões de utilização da internet dos portugueses, de modo a ajudar as marcas a conhecerem melhor os seus clientes e a direcionarem melhor as campanhas de marketing.

quarta-feira, 31 maio 2017 11:39
Marcas, o desktop está vivo

"O mobile está a ganhar proeminência, o que não impede o crescimento regular do desktop: mais 5% nos últimos três anos", afirma o diretor-geral da Mediapost Portugal. Antoine Blanchys sugere, assim, as marcas a "investir em soluções adequadas para o omnicanal, para se manterem no dia-a-dia dos seus clientes".

De acordo com o estudo, apresentado esta quarta-feira, em Lisboa, os portugueses são os mais conectados da Europa. Os cidadãos nacionais com idades entre os 15 e os 44 anos passam mais minutos ligados à internet do que outros países europeus como a Alemanha, França, Reino Unido ou Espanha.

Em Portugal, em média uma pessoa despende cerca de 780 minutos por dia na Internet. Os sites institucionais ocupam cerca de 300 minutos por dia, seguidos por conteúdos relacionados com a prestação de serviços.

O relatório revela também que os internautas portugueses são os que menos consomem conteúdos relacionados com o retalho quando estão no computador. A média nacional de 63% fica abaixo da média europeia, que já atinge os 75%.

Já no que diz respeito a apostas, os portugueses são os campeões. A categoria tem um alcance de 38,5%, à frente da média europeia de 21,6% e até mesmo de países como a China ou Estados Unidos da América, que registam 10,6% e 10,7% respetivamente.

Antoine Blanchys alerta que o estudo mostra que tem-se que se "prestar mais atenção aos dados do que às perceções".

O estudo resulta de uma abordagem denominada Unified Digital Measurement (UDM), que combina os padrões de utilização da internet e as tags em mais de 38 milhões de domínios em todo o mundo, "garantindo 100% de precisão". O estudo utiliza a norma IVT (Invalid Traffic) que elimina os clicks fantasma ou provenientes de bots.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

bt nl

À Escolha do Consumidor

Edições Especiais

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing