Marketing

Pagar mais por uma marca? Sim, se for de confiança

Os portugueses valorizam as marcas e estão dispostos a pagar mais por um produto que lhes inspire confiança. Os dados são do estudo do Observador Cetelem Consumo 2017, que inquiriu consumidores de 15 países europeus.

quarta, 18 outubro 2017 12:32
Pagar mais por uma marca? Sim, se for de confiança

 

Os consumidores nacionais são aqueles que, juntamente com os búlgaros, demonstram maior disponibilidade para adquirir um bem por valores mais elevados por via da confiança que depositam na marca, 80%.

Este é um valor bem acima da média geral deste estudo, que não ultrapassa os 67%. No polo oposto está o Reino Unido, cujos consumidores parecem menos sensíveis aos apelos do branding: apenas 54% pagaria mais por um produto que pertencesse a determinada marca.

Em contrapartida, caso sintam alguma desconfiança pela marca, 73% dos portugueses garantem já ter deixado de comprar determinado produto que lhe esteja associado, a maior percentagem entre os países inquiridos – 15 pontos percentuais acima da média global.

Quanto às compras imprevistas, 51% dos inquiridos nacionais admitem já ter comprado um produto que não previam, apenas porque este lhe inspirava confiança. Exatamente o valor da média do estudo.

Os consumidores mais imprevisíveis são os romenos, com 67% de respostas afirmativas a este nível. Pelo contrário, os britânicos parecem ser os mais racionais, pois apenas 23% já compraram um bem ou serviço numa decisão de última hora.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing