Marketing

O que anda a EDP a fazer na música?

Remonta a 2007 a presença da EDP em festivais de música. E cinco anos depois dá-se a estreia como naming sponsor, com o EDPCoolJazz, de que está em curso mais uma edição. Mas o que a leva a associar-se a estes eventos? Responde a diretora de Marca, Ana Sofia Vinhas, que “a marca construiu uma forte estratégia de aproximação ao público mais jovem, potenciais futuros clientes, criando uma série de ativações capazes de gerar goodwill junto dos adeptos de festivais”.

terça, 10 julho 2018 12:50
O que anda a EDP a fazer na música?

 

O apoio à música acabou por ser ampliado a festivais que se realizam fora dos grandes centros, “porque a empresa está presente de norte a sul” (com o Festival Bons Sons, em Cem Soldos, Tomar, e o EDP Beach Party, em Matosinhos) e foi ainda estendido para fora do país, com o festival de Fado em Madrid, Sevilha e São Paulo, bem como o patrocínio ao Rock in Rio Brasil e Estados Unidos.

A inovação e a criatividade é o que destaca a EDP das outras marcas neste território, afirma Ana Sofia Vinhas, dando como exemplo o projeto EDP Live Bands, que teve início em Portugal, já se estendeu ao Brasil e, mais recentemente, a Espanha, sempre para promover as “bandas de garagem”. “Desde cedo percebemos também que é importante ‘marcar’ todo o público nestes grandes eventos e que esse caminho só é conseguido se se mantiver uma ‘relação’ emocional que proporcione momentos únicos e inesquecíveis”, advoga. Quanto ao retorno destas parcerias, a diretora de Marketing caracteriza-o como positivo, justificando que “hoje em dia a EDP ocupa o 6.º lugar nas marcas mais associadas ao tema da música, face ao 12º lugar que ocupava em 2014”.

“Cada vez mais, as famílias gostam de passar bons momentos nos festivais de música”. Por isto, a comunicação da EDP é dirigida a todos os festivaleiros. Mas, “para impactar o maior número de pessoas” as ativações e a comunicação são adaptadas a cada presença da marca. “Algumas das nossas ativações são pensadas e destinadas para os clientes da EDP”.

A estratégia de patrocínios passa, assim, pela “forte aposta nos festivais com naming EDP”, entre eles o EDP Vilar de Mouros, o EDP Beach Party e o EDPCoolJazz. “Assim como por palcos diferenciadores, como o EDP Fado Café, no NOS Alive, ou o Palco EDP no Meo Sudoeste ou a EDP Rock Street no Rock in Rio”, adiciona.

O investimento do grupo na música tem-se mantido nos últimos anos, com a diretora de Marketing a garantir que esta continuará a ser uma das apostas EDP. “Música é cultura e a EDP é um dos maiores mecenas culturais em Portugal, através da Fundação EDP. A música contribui fortemente para o desenvolvimento das sociedades, e, como tal, faz todo o sentido a EDP continuar a desenvolver o seu caminho nesta área”.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing