Marketing

Cem anos de sabonetes. Assim é a história da Ach Brito

Cem anos depois, a Ach Brito agrega “as três maiores e mais antigas marcas portuguesas de saboaria”. E essa é parte da sua força. Palavras da head of Communications & Marketing Department da Ach Brito & Confiança, Mónica Vieito, quando se comemora o centenário da marca que e é vendida essencialmente na distribuição moderna e junta também as mais antigas Claus Porto – fundada em 1887 e posicionada no segmento de luxo – e a Saboaria e Perfumaria Confiança – criada em 1894, com linhas de produtos distribuídas por vários segmentos de mercado.

segunda, 30 julho 2018 12:46
Cem anos de sabonetes. Assim é a história da Ach Brito

Num percurso “tão longo e repleto de tantas fases e acontecimentos”, como diz Mónica Vieito, quando é que a marca atingiu a maioridade? Terá sido em 1953, adianta, o ano em que a gerência da empresa, na época com uma equipa composta por algumas centenas de colaboradores, decide criar nas próprias instalações uma litografia.

 

A empresa passa, assim, a partir dessa data, a criar também dentro de portas as embalagens para os seus produtos. Um investimento que lhe permitiu produzir internamente todos os componentes dos produtos que comercializava: desde o fabrico, à rotulagem, passando pelo acondicionamento dos produtos.


Esse know how no fabrico das embalagens foi preservado até aos dias de hoje, o que, explica Mónica Vieito, permite à marcar “conciliar a qualidade” dos produtos com “embalagens com uma beleza única e inconfundível”.


Depois desse momento, há outros marcos mais recentes que “fortaleceram a empresa”: o reposicionamento e início de internacionalização da Claus Porto, em 1995, a aquisição da Saboaria e Perfumaria Confiança, em 2008, e o início do rebranding da Claus Porto, em 2015, que culminou com abertura de lojas próprias, em 2016 e 2017.


Características da vida adulta da marca são também o “profundo conhecimento” no desenvolvimento de fórmulas e na produção de produtos de “cosmética de topo”, e de “durante as primeiras décadas de existência a empresa ter criado uma identidade visual muito forte”.


A imagem das embalagens é, aliás, um dos pontos fortes da marca, a par da “qualidade dos produtos” e da produção respeitadora dos processos tradicionais.


“Preservar o passado, estimular o presente, desafiar o futuro”. Assim tem sido o caminho da marca nestes cem anos. Para o futuro, e concretamente para este ano, os objetivos são de consolidação do trabalho feito nas três marcas nos últimos dois anos. Na Claus Porto, que já está presente em mais de 50 países, reforçar o posicionamento de marca e entrar em novos mercados, consolidando a presença na Ásia e EUA. Na Ach Brito e na Confiança, mais talhadas para o mercado nacional, reforçar as parcerias com os clientes atuais e desenvolver gamas para canais mais diferenciados, como por exemplo as cadeias de perfumaria seletiva. “Acabámos de colocar na Perfumes e Companhia a icónica linha masculina ‘O Melhor’ da Confiança com imagem renovada e com novos produtos”, conta.

 

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing