Marketing

Aos 30 do “Just Do It”, a Nike “Dream Crazy”

A Nike apresenta a campanha “Dream Crazy”, no âmbito da celebração do 30.º aniversário do slogan “Just Do It”. A marca desportiva defende que o claim tem servido de motivação a vários atletas e, portanto, decidiu juntar aqueles que “usam o poder do desporto para levar o mundo mais além” nesta publicidade.  A campanha está a gerar polémica nos Estados Unidos, com vários críticos a cortarem o logo da marca dos produtos Nike, devido à presença de Colin Kaepernick.

sexta, 07 setembro 2018 12:29
Aos 30 do “Just Do It”, a Nike “Dream Crazy”

A "Dream Crazy" encoraja todos aqueles que têm sonhos e objetivos loucos, que podem parecer insuperáveis, a não desistirem.

OS atletas LeBron James, Serena Williams, Odell Beckham Jr., Eliud Kipchoge, Megan Blunk, Isaiah Bird, Charlie Jabaley, Alicia Woollcott, Alphonso Davies, Kai Lenny, Lacey Baker, Nyjah Huston, Zeina Nassar e a a Seleção Feminina de Futebol dos EUA dão vida a esta campanha com as suas histórias.

Kaepernick foi quarterback do San Francisco 49ers e agora está sem contrato na NFL e abriu um processo contra a organização. O desportista chamou a atenção em 2016, quando começou a ajoelhar-se durante o hino dos Estados Unidos, antes das partidas, num protesto contra a desigualdade racial. Muitos acusaram-nos de desrespeitar o hino e bandeira dos Estados Unidos. Quando Kaepernick começou o protesto, vários desportistas replicaram a atitude na NFL, o presidente Trump chegou mesmo a pedir aos clubes que dispensassem os atletas que se inspiraram em Kaepernick.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Vídeo

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing