Marketing

Estrelas Michelin? Portugal podia ter umas 100. Palavra de Ferran Adrià

“Quantos restaurantes gastronómicos, com estrelas Michelin, há em Portugal? Uns 20, 25? Pelo que vi, podia perfeitamente haver uns 100”. É este o olhar do chef catalão Ferran Adrià, que esteve em Lisboa para a terceira edição do Gastronomy Congress, promovidapela marca de cervejas Estrella Damm.

terça, 18 junho 2019 11:23
Estrelas Michelin? Portugal podia ter umas 100. Palavra de Ferran Adrià

 

Dando conta dos restaurantes em que comeu desde que chegou a Portugal – primeiro no Porto, depois em Lisboa –, o chef do el Bulli, o restaurante de Barcelona que acumulou estrelas (três) e muitos títulos de “o melhor restaurante do mundo”, deixou um desafio e duas ideias: “Se quiserem montar um negócio comigo, o primeiro que abriria seria um restaurante de tempera e o segundo uma marisqueira de autor com especiarias”.

E porquê? Desde logo porque Portugal “tem o melhor marisco do mundo”. “Há igual, mas melhor não”, comentou, frisando que o país “tem produtos incríveis, únicos no mundo”. E isso – disse – é que é preciso vender aos turistas. Portugal tem de vender o que é seu, dar a conhecer a sua história, o que fez no passado.

O conhecimento do país – continuou – é fundamental para se conhecer a gastronomia desse país. E, para o chef catalão, este é um dos três pilares de uma restauração bem sucedida, a par do conhecimento da história da gastronomia – “Sabem quando abriu o primeiro restaurante ou de quando é o primeiro livro de cozinha?” – e do conhecimento empresarial. E este ponto – frisou – pode fazer a diferença entre manter portas abertas ou fechá-las.

“A equipa tem de saber quanto custa a luz, quanto custa o marketing. Não é só cozinhar”, afirmou, reforçando que o negócio da restauração é muito complexo. “Li há pouco um artigo sobre um restaurante que servia cinco pratos a 20 euros. Vai fechar em seis meses. Cinquenta por cento dos restaurantes não dura cinco anos. É um drama incrível”.

O que falta, neste contexto, é conhecer o valor da gastronomia na economia: em Espanha, um estudo realizado há quatro meses concluiu que representa 33% do Produto Interno Bruto.

Presente no evento esteve também a brand manager de Estrella Damm em Portugal, Vanessa Germano, que apresentou os objetivos do Gastronomy Congress, enquadrando-o na estratégia da marca de apoiar a gastronomia, promovendo a partilha de conhecimento.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing