Marketing

Vision & Trends 2020. Vanda de Jesus olha para os tech business

“Every business will be a tech business e todos serão marketeers”. Esta foi a ideia síntese que a diretora de Relações Públicas, Marketing e Comunicação da Microsoft Portugal, Vanda de Jesus, deixou no evento Vision & Trends 20920, promovido pela APPM, em parceria com a Briefing.

terça-feira, 04 fevereiro 2020 11:21
Vision & Trends 2020. Vanda de Jesus olha para os tech business

No que toca ao setor e à sua empresa, colocou em cima da mesa a preocupação com os temas da privacidade e da ética num mundo de automação e inteligência artificial. E contextualizou essa preocupação com o mais recente livro do presidente da multinacional, Brad Smith, o qual se chama “Tools and Weapons”, mostrando o perigo de uma ferramenta como as tecnológicas se poder transformar em arma. Daí que a segurança digital seja outro tema premente: “Acreditamos que, a haver uma guerra no futuro, ela será cyber. Em termos de indústria, temos de garantir que há paz e que fazemos tudo o que podemos para manter essa paz”, considerou.

Deixou uma última preocupação da empresa, “e que é difícil”: “Não deixar ninguém para trás”. “Estamos a falar de pessoas seniores, mas também de geografias no mundo que não têm acesso à Internet e aos serviços como nós temos”, exemplificou. 

No que toca às tendências de Marketing, identificou uma “muito simples”: “Vejo, cada vez mais, o departamento de Marketing ser um stakeholder igual aos outros, isto é, não conseguimos trabalhar propósito e marca sem o envolvimento das vendas e dos recursos humanos”.

Vanda de Jesus chamou ainda a atenção para o que definiu como “um mundo de negócio paralelo”. Referia-se ao LinkedIn, adquirido pela Microsoft, em que dos cerca de três milhões de utilizadores, em Portugal, quase 1,8 milhões são ativos. “Significa que 90% das pessoas altamente qualificadas estão lá”, comentou, adiantando que a empresa possui métricas que indicam que são clientes “altamente envolvidos e que gastam três vezes mais do que um cliente com menos envolvimento”.

“Com isto digo que as skills que precisamos para os marketeers do futuro vão ser um desafio. Não vamos conseguir ter uma função de marketing que não tenha a combinação do científico – para análise financeira, técnica, de dados e de performance – com o criativo – para pensar canais, estratégias de media e experiências. Tem de haver este duplo mindset”, preconizou.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

bt nl

À Escolha do Consumidor

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing