Marketing

Comprimidos Arcádia tomam-se no Manicómio

A Arcádia e o Manicómio, projeto que promove a inclusão de pessoas com experiência de doença mental, lançaram, esta quarta-feira, 12 de fevereiro, com o apoio da Fidelidade Seguros, chocolates ruby cor-de-rosa em forma de comprimido. O packaging faz lembrar as embalagens antigas de medicamentos e foi desenvolvido por artistas da associação.

quinta-feira, 13 fevereiro 2020 11:56
Comprimidos Arcádia tomam-se no Manicómio

A fim de combater o estigma sobre a doença mental e divulgar a capacidade criativa dos artistas da associação, a Arcádia e o Manicómio lançam um produto de gama fixa, em que a embalagem tem ilustrações dos artistas Bráulio, Cláudia e Jos*. Dez por cento das vendas dos frascos de chocolates e dos sacos de pano – também incluídos na linha – revertem a favor do projeto.

O fundador do Manicómio, Sandro Resende, acredita que a autonomia financeira das pessoas com experiência de doença mental favorece a sua inclusão na sociedade. Nessa linha, desenhou este projeto, que traz retorno financeiro aos artistas, e apresentou-o à Arcádia.

“Um dos objetivos do projeto Manicómio é o equilíbrio, a igualdade e acrescentar valor às marcas portuguesas. Uma das marcas que mais respeitamos, não apenas pelos seus produtos, mas pela sua história e posicionamento, é a Arcádia. Neste sentido, apresentámos uma proposta de valor artístico e estético, com benefícios não só financeiros, mas também pelo processo de igualdade e de valor. Financeiramente, a parceria é uma fonte de rendimento que nos permite ter independência dos subsídios e apoios estatais”, explica.

Comprimidos Arcádia tomam-se no Manicómio

Para o administrador da Arcádia, Francisco Bastos, a colaboração com a associação “não é apenas um projeto de responsabilidade social, é também um projeto artístico. O trabalho desenvolvido pelos artistas do Manicómio acrescenta valor ao produto e, consequentemente, à marca – e, por isso, uma parte das vendas deste produto irá reverter para apoiar este projeto e os seus artistas”.

A companhia de seguros Fidelidade é o terceiro elemento desta parceria, suportando uma parte dos custos de produção, permitindo uma maior contribuição dos valores de venda. Ana Fontoura, do Gabinete de Responsabilidade Social da Fidelidade, afirma que “o princípio da inclusão social de artistas com doença mental, através do seu trabalho, não podia estar mais certo. Um projeto em que a dignidade do ser humano está na linha da frente. Esta é uma parceria a três mãos que nos enche de orgulho”.

Comprimidos Arcádia tomam-se no ManicómioEste endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Vídeo

bt nl

À Escolha do Consumidor

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing