Marketing

Porquê este post? Super Bock e Sagres respondem

Mais de 40 mil gostos e mais de oito mil partilhas depois, o que motivou a Super Bock e a Sagres a publicarem, no Facebook, um post conjunto de rejeição ao racismo? Princípios comuns, respondem os diretores de Comunicação das duas marcas.

quinta-feira, 20 fevereiro 2020 12:47
Porquê este post? Super Bock e Sagres respondem

 

“Esta iniciativa é um gesto de fair play das duas marcas contra o racismo. Independentemente de sermos concorrentes, há princípios comuns, nomeadamente o respeito pelo outro, a igualdade de direitos e a inclusão social”, sustenta o diretor de Comunicação e Relações Institucionais do Super Bock Group, Miguel Araújo, numa declaração para a Briefing.

E, quando questionado sobre se esta atitude se inscreve na responsabilidade das marcas, responde que sim: “Todos temos um papel importante no combate ao racismo, nomeadamente no futebol, um território onde estamos presentes e onde temos um papel ativo e relevante junto dos adeptos e consumidores”.

O provedor e diretor de Comunicação e Relações Institucionais do grupo SCC, Nuno Pinto de Magalhães, está perfeitamente alinhado e afirma: “Esta iniciativa simultânea representa uma atitude de fair play contra o racismo, de duas marcas de cerveja que competem diariamente no mercado e que defendem princípios comuns”.

São princípios como o respeito pelo próximo, a igualdade de direitos e oportunidades e a inclusão social. E – sublinha – não é “despiciendo” o papel que as marcas assumem de ligação e apoio aos adeptos e consumidores de futebol através das suas federações, ligas e clubes. 

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

bt nl

À Escolha do Consumidor

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing