Marketing

Dona Rosa? Chegou a sua roupa... da app

A roupa é recolhida e entregue à sua porta lavada, limpa a seco e/ou engomada. Por quem? Pela Dona Rosa. Mas ao contrário do que o nome sugere, não se trata de uma mulher. É antes uma aplicação mobile. Lançada em janeiro deste ano, a startup permite adquirir diversos serviços de lavandaria e agendar recolhas e entregas de roupa à hora que se quiser – todos os dias até à meia noite –, de onde se quiser e para o horário e local que convier, tudo de forma digital.

quarta-feira, 21 outubro 2020 12:47
Dona Rosa? Chegou a sua roupa... da app

 

O nome – explica o CCO, Tomás Noronha – deveu-se à sua história. Além disso, diz, “transmite cheiro, essência e frescura, e é rápido e fácil de pronunciar”.

Quanto à história da startup, essa, começa em setembro de 2018, altura em que surgiram a ideia e o conceito. Um ano – “de muito trabalho, planeamento e dedicação” – depois é lançada a primeira versão em soft launch, e no início de 2020 a app é disponibilizada.

Com que objetivo? Afirma o CEO, Rodrigo Ruiz, que é sobretudo para “fazer com que as pessoas tenham mais tempo livre para fazerem aquilo que mais gostam”. “Não há nada mais valioso que o tempo”, entende, sustentando, pois, o essencial na comunicação da marca: “A nossa componente digital permite ao cliente organizar e programar a sua vida. O serviço está à distância de um clique”, nota. O online é, naturalmente, o canal privilegiado para a comunicação da marca, com o foco no Instagram, Facebook e website.

A conveniência, indica o CCO, é o principal fator de diferenciação da marca, traduzindo-se “numa melhor qualidade de vida, permitindo aos clientes terem mais tempo para fazer aquilo que mais gostam, através de um serviço acessível e economicamente competitivo”. O cliente varia, assim, desde solteiros a famílias de cinco a seis pessoas ou até a empresas “que necessitem de lavar grandes quantidades de roupa”. “Atualmente, nota-se uma ligeira predominância de clientes que pertencem a agregados familiares de quatro ou cinco pessoas”, adianta o CEO, revelando que o objetivo para este ano passa por abranger o maior número de casas possível. Para tal, promete muitas novidades, nomeadamente lançamento de novos serviços – recentemente apostou na limpeza de tapetes, cortinas e peles –, parcerias ou inclusão de novas áreas de abrangência. Os serviços estão disponíveis em Lisboa (do Restelo ao Parque das Nações) e nos concelhos de Oeiras, Cascais, Amadora e Odivelas. O foco, para já, é expandir para mais concelhos adjacentes a Lisboa e para o Porto. “Queremos abranger todas as cidades do país e só depois iniciar o plano de expansão internacional”, anuncia Tomás Noronha. A internacionalização é, de facto, a maior ambição da marca. “Temos crescido desde o início e pretendemos nunca parar de crescer. Quem sabe, um dia, a Dona Rosa se torne internacional”, remata.

 

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

bt nl

À Escolha do Consumidor

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing