Marketing

Prémios à Eficácia. A Lubélia faz contas ao investimento

Na ronda pelo júri dos XVI Prémios à Eficácia, a jurada que se segue é Lubélia Machado, diretora da área de Marketing e Serviço de Atenção ao Cliente no Bankinter. E responde à pergunta: ““A eficácia é um depósito a prazo ou um fundo de investimento?”

quinta-feira, 12 novembro 2020 12:35
Prémios à Eficácia. A Lubélia faz contas ao investimento

 

“A resposta a esta questão não é linear, uma vez que estamos perante produtos muito distintos, cuja eficácia depende da avaliação de vários fatores.

Para um Investidor poder avaliar a solução de poupança/ investimento mais adequada à sua realidade, ou seja, a mais eficaz, terá de ponderar várias questões, nomeadamente: Qual o prazo pretendido para a sua aplicação?  Que risco está disposto a correr? Qual o seu perfil de risco?

Os Depósitos a Prazo caraterizam-se por produtos de poupança de curto prazo e de baixo risco, com uma remuneração atual muito próximo de zero. O que significa, que é um produto de poupança pouco eficaz a nível da remuneração, destinando-se a Investidores mais conservadores, que procuram a disciplina da poupança e a garantia do capital. 

Já os Fundos de Investimento são constituídos por carteiras de ativos financeiros, mais ou menos diversificadas, estando o seu risco relacionado com a composição dessas carteiras (obrigações, ações, derivados ou títulos cambiais, entre outros). Existem no mercado diferentes tipologias de Fundos, dos mais conservadores aos mais agressivos, estando por regra a sua remuneração associada ao risco, significa que, quanto maior for a sua remuneração, maior será a exposição ao risco.

O investimento em fundos é realizado através da subscrição de unidades de participação, podendo o Investidor decidir qual tipologia de Fundo mais adequada ao seu perfil. Em termos de horizonte temporal ou prazo de investimento, são recomendados períodos mais longos para permitir uma maior eficácia a nível de retorno.

Para um Investidor que deseja poupar sem correr riscos e não considere a remuneração um fator critico, a aplicação num Depósito a Prazo pode ser uma opção eficaz. Em contrapartida, um Investidor que privilegie a remuneração e aceite correr alguns riscos, os Fundos de Investimento apresentam-se como a opção mais eficaz.”

Dia 19 fica a conhecer-se o resultado da avaliação do júri, numa gala em formato diferente do habitual e com uma vertente de solidariedade.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

bt nl

À Escolha do Consumidor

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing