Marketing

O Bruno troca a eficácia de Super Doc por miúdos

A eficácia da campanha Super Doc foi comprovada ao nível da comunicação, das vendas, da reputação e do impacto social. Quem o afirma é o diretor de Marketing de Cervejas e Patrocínios do Super Bock Group, Bruno Albuquerque, para quem a eficácia é um desafio constante num mercado tão competitivo como o das cervejas.

segunda-feira, 14 dezembro 2020 12:18
O Bruno troca a eficácia de Super Doc por miúdos

 O contexto foi a pandemia provocada pela Covid-19. A carência de álcool gel no Serviço Nacional de Saúde (SNS) e a vontade de desempenhar um papel na mitigação da crise foi o mote. E o ‘modus operandi’ passou por transformar o álcool retirado da Super Bock Free em gel desinfetante. O resultado, esse, traduziu-se nos dois Prémios à Eficácia da Comunicação atribuídos recentemente à campanha Super Doc, do Super Bock Group.

“Considero que esta campanha foi distinguida por ser diferenciadora e estar bem alinhada com o contexto sem precedentes em que foi criada, a envolvência com as pessoas e o impacto real para a sociedade”, começa por explicar Bruno Albuquerque, referindo-se aos prémios ouro e prata recebidos, respetivamente, nas categorias “Força do Bem” e “Alimentação e Bebidas”.

Apesar da consciência do “impacto da campanha, sobretudo pelo propósito associado, mas também pelos resultados e reconhecimento alcançados”, Albuquerque não esconde ter existido, contudo, algum “fator surpresa” pela distinção “com uma campanha que, na sua génese humanitária, é sempre um motivo de orgulho e entusiasmo.”

“Com a Super Doc procurámos construir uma narrativa e atuar, dentro do papel da marca, através de uma necessidade real: a carência de álcool gel nos hospitais. Assim, tivemos como grande objetivo dar um contributo efetivo na mitigação da crise e este prémio demonstra, de facto, que há um reconhecimento no trabalho que fizemos em prol da sociedade. A comunicação gerou um grande impacto orgânico e reconhecimento por parte da comunidade e profissionais de saúde, o que naturalmente nos enche de orgulho”, admite.

Além de ter cumprido “com os seus objetivos, trazer reconhecimento, gerar identificação e envolvimento com o seu público”, tendo “superado as expectativas” e obtido “resultados muito positivos”, o diretor de Marketing diz igualmente que, “em termos de impacto social, a eficácia está comprovada”.

“Conseguimos doar mais de 50.000 litros de álcool gel desinfetante, ajudar mais de 20 hospitais e chegámos a mais de 60.000 profissionais de saúde de todo o país com as nossas iniciativas. Ao mesmo tempo, ao nível da comunicação também conseguimos alcançar resultados favoráveis. Nas redes sociais, o nosso conteúdo sobre o álcool gel foi o mais eficaz em dois anos e bateu todos os recordes ao impactar um total de quatro milhões de pessoas. Durante a primeira fase, fomos reconhecidos pelos portugueses como uma das marcas mais relevantes no apoio ao país, a par com marcas essenciais para o normal funcionamento da sociedade, responsáveis por bens de primeira necessidade”, acrescenta, frisando ainda ter a Super Bock Free “reforçado a liderança no segmento sem álcool.”

Como o “retorno do investimento é um dos indicadores de avaliação de uma campanha”, Bruno Albuquerque acredita que, “neste caso em particular, pelas especificidades,” foi algo que “se traduziu quer em vendas quer em reputação” da marca. “Num contexto em que o segmento sem álcool foi um dos mais impactados negativamente pela pandemia, nas vendas, registámos mais 6% em comparação com o período homólogo e aumentámos três pontos percentuais de market share. Em reputação, fortalecemos o equity da marca e fomos reconhecidos pelo público como uma das marcas que mais contribuiu na primeira fase da pandemia”, aponta.

Ainda assim, a eficácia não deixou de ser um desafio num mercado tão competitivo como o das cervejas. “Diria que a perspetiva de mercado vai muito além da categoria ‘strictu sensu’. Todos os dias procuramos criar relevância na vida das pessoas e isso obriga-nos a atuar, por exemplo, ao nível de territórios mais abrangentes, como é o caso do entretenimento ou causas sociais como foi o caso. Mas é muito recompensador, nomeadamente quando medimos o resultado dessa eficácia numa campanha como o Super Doc. Conseguimos ser eficazes quando entregamos ao mercado propostas de valor acrescentado, que vão ao encontro das preferências e necessidades dos nossos consumidores. E isso só se consegue através de uma cultura de inovação forte, com foco nas tendências, nos contextos, no comportamento/perfil dos consumidores e também na capacidade de resposta de uma equipa multidisciplinar como a nossa, em conjunto com os nossos parceiros, tão importantes nesta campanha”, sublinha.

A concretização do projeto, que “surgiu da necessidade e vontade da marca de contribuir em prol da sociedade, face ao contexto atual, só foi possível”, nota, “com o envolvimento incansável de toda a equipa, em tempo recorde e a colaborar à distância”, quer da equipa da Super Bock, como dos parceiros do Escritório, Ministério dos Filmes e Initiative. “Já o retorno do público, esse, foi muito positivo, nomeadamente por parte dos profissionais de saúde”, destaca o diretor de Marketing.

 

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

bt nl

À Escolha do Consumidor

Edições Especiais

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing