Marketing

V!RA(r) Frangos sabe bem. Por isso, #ProvamosEAprovamos

Anos a virar frangos. Quem é que já não usou ou, pelo menos, ouviu esta expressão? Albano Homem de Melo, João Noronha Lopes e Paulo Lameiras Martins já. De tal maneira, que lançaram o V!RA Frangos, com a ambição de reinventar o frango assado. Nós, (a)provámos e podemos dizer que conseguiram.

sexta-feira, 26 fevereiro 2021 12:13
V!RA(r) Frangos sabe bem. Por isso, #ProvamosEAprovamos

 

Frango assado para o jantar é um clássico quando não se tem tempo para estar na cozinha. É uma refeição rápida e prática e até consensual. Sem molho ou com molho, de limão ou picante.

Mas, o V!RA Frangos deu mesmo a volta ao frango assado. Não há ossos, nem gorduras, o que é, desde logo, uma vantagem, porque se aproveita tudo o que chega ao prato. Tudo começa na escolha da matéria-prima: dizem os três empreendedores que é “o melhor frango certificado”, privilegiando o produto nacional. Depois de desossado, é temperado com flor de sal e limão, apenas, e fica a marinar. O passo seguinte é a grelha, ou melhor, vários níveis de grelha, para atingir o ponto de suculência idealizado e ficar estaladiço. Finalmente, é cortado em cubos. E este não é um pormenor: é que, quando chega a casa – afinal, estamos confinados e os restaurantes fechados – está mais do que pronto a comer. Até porque vem com um palito de madeira, ideal para quem não gosta de sujar as mãos. No restaurante, chamam-lhe mesmo “operação mãos limpas”.

V!RA(r) Frangos sabem bem. Por isso, #ProvamosEAprovamos

A dificuldade pode residir na escolha: limão e flor de sal é o clássico; azeite e ervas o candidato a clássico; manteiga de trufa e nuvem de parmesão talvez seja o mais arrojado; queijo e bacon é uma associação que resulta sempre; abacate e iogurte segue as tendências. E há molho, claro: o da casa é uma versão do tradicional das churrasqueiras; o de azeite e ervas leva o que o nome indica, para já coentros e salsa, mas podem ser outras aromáticas; e há cinco níveis de piripiri, para agradar aos mais corajosos.

Mas frango assado pede batatas fritas. Há as tipo leitão, com um toque daquele molho de pimenta especial, e há as que parecem churros. Também há batata doce, com espinafres e arroz torrado. E uma salada com tudo e mais alguma coisa para quem resistir aos hidratos.

V!RA(r) Frangos sabem bem. Por isso, #ProvamosEAprovamos

Provámos os dois tipos de batata frita, a batata doce e a salada, na companhia de um frango clássico e de um candidato a clássico. O frango estava suculento e saboroso como prometido e não ficou pedaço para contar a história. Resultado? Aprovámos!

Quando o restaurante reabrir – situa-se na Rua Silva Carvalho, às Amoreiras, e, nesta fase, funciona apenas em regime de take-away e delivery – a experiência será ligeiramente diferente, porque o frango chega à mesa num fogareiro com velas, mantendo-se quente.

V!RA(r) Frangos sabem bem. Por isso, #ProvamosEAprovamos

Inaugurado em novembro, este é o primeiro espaço de um projeto que pretende alcançar mais dez este ano, com a ambição de ser a marca de referência do frango grelhado em Portugal.

Dois dos seus fundadores – Albano Homem de Melo e João Noronha Lopes– têm já experiência na restauração: o primeiro lançou o H3, depois de uma carreira na publicidade, e o segundo foi vice-presidente mundial da McDonald’s. Paulo Lameiras Martins entra com a experiência na banca e gestão de empresas.

V!RA(r) Frangos sabem bem. Por isso, #ProvamosEAprovamos

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

bt nl

À Escolha do Consumidor

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing