Marketing

Desenvolvimento Sustentável: o que fazem as empresas e o que pensam os consumidores?

Conferência Anual APAN
A APAN apresentou hoje na FIL, na sua conferência anual, o estudo “Opinião Pública e Sustentabilidade em Portugal”.
quinta-feira, 12 novembro 2009 11:58

Entre as conclusões, o relatório aponta que cerca de 76% dos portugueses consideram que as empresas são pouco, ou mesmo nada activas em matérias de desenvolvimento sustentável, enquanto do lado das empresas inquiridas, 54% considera que o mundo empresarial tem tido um contributo activo na temática.

Manuela Botelho, Secretária-Geral da APAN explica que um dos objectivos do estudo é “dar a conhecer o nível de sensibilidade das empresas e cidadãos a este tipo de matérias, e a sua tradução num comportamento efectivamente sustentável e responsável”.

Desenvolvido com o apoio da Área de Planeamento e Estudos de Mercado (APEME), as conclusões têm como base 500 inquéritos a cidadãos e as respostas de cerca de 33 empresas. Em análise ao relatório Carlos Liz, Presidente da APEME refere que há uma visível discrepância na avaliação de comportamentos, que deve levar as empresas a “confrontar-se com uma avaliação crítica por parte dos cidadãos, que, convém lembrar, são também seus clientes e consumidores”.

O Ranking das mais sustentáveis, segundo os inquiridos
Durante o inquérito foi também pedido aos inquiridos que indicassem as três empresas que consideravam ser as que mais apostam no desenvolvimento sustentável. Tal como no estudo de 2007, a EDP lidera a tabela com 47% das respostas, seguida pela Sonae e pela Galp, com os respectivos 27% e 16%. No top das "10 mais" surgem ainda nomes como a PT, a Delta, o Continente/Modelo, ou a Vodafone.

Para conhecer mais sobre o estudo da APAN e sobre o Desenvolvimento Sustentável nas empresas, não perca a edição de Novembro da revista Briefing.

Fonte: Briefing

bt nl

À Escolha do Consumidor

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing