Media

Público vai apostar em conteúdos pagos no online

publico_108x131
Cláudia Azevedo, administradora executiva da Sonaecom, referiu na conferência de imprensa de apresentação dos resultados de 2010 da empresa que a aposta para o futuro, no caso do Jornal Público, passa por conteúdos pagos.
quinta-feira, 03 março 2011 13:08

Na apresentação dos resultados do ano que passou e que foram muito positivos para a Sonaecom, Cláudia Azevedo referiu que o Público conseguiu resultados finais bons apesar das quebras que têm sido verificadas globalmente no mercado dos media.

Para combater as quebras que, por exemplo, ao nível da publicidade no papel representam 8%, o diário Público vai trabalhar com vista no aumento das receitas de publicidade e vai apostar na produção de conteúdos pagos.

Neste momento, a Sonaecom olha para esta questão “como todos os grupos de media no mundo”, refere a administradora explicando que neste momento a aplicação para iPad gratuita do jornal poderá passar a ter conteúdos pagos.

À semelhança do New York Times, a estratégia passa por ser mista e apostar numa percentagem de conteúdos paga e outra gratuita.

Estas declarações acontecem na conferência de imprensa em que a Sonaecom declara que atingiu, em 2010, um resultado líquido de 41,2 milhões de euros, o mais elevado de sempre.

FSB

bt nl

À Escolha do Consumidor

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing