Media

ANJE lança guia com os “Os 50 projectos mais criativos do Porto”

anje
A Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE) lança hoje um guia intitulado “Os 50 Projectos Mais Criativos do Porto”. Encartado na edição de Julho da revista Time Out Porto, o roteiro de Indústrias Criativas passa vai desde galerias ao Hard Club, passando por diversos ateliers de design, lojas de moda e até pelo departamento de robótica da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP).
quinta, 30 junho 2011 14:02


A meia centena de spots, sugeridos em língua portuguesa e inglesa, é organizada pelas seguintes áreas: conceitos, espaços, lojas, projectos, moda - lojas, estilistas, arquitectura, design, arte, música, livros, cinema e tecnologia. Contactos, fotografias e mapas ilustrados compõem um guia complementado ainda por entrevistas.

“Através deste guia, a ANJE dá a conhecer um Porto Criativo, cujo potencial merece ser reconhecido. A pujança com que as Indústrias Criativas emergem na invicta sente-se ao dobrar de cada esquina e necessita de ser canalizada enquanto driving force do crescimento económico”, afirma o presidente da Comissão Executiva da ANJE, Manuel Teixeira. “Ao sistematizar ‘Os 50 Projectos Mais Criativos do Porto’ num guia bilingue, a ANJE aposta no estímulo do Turismo Criativo, traçando surpreendentes itinerários, que têm como pontos de paragem obrigatória espaços onde a arte, a tecnologia e o negócio se fundem de um modo inovador”, acrescenta.

Com a chancela da Time Out e promovida pela ANJE, a publicação começa com um roteiro do especialista em Indústrias Criativas Michael da Costa Babb. Seguem-se os conceitos “Bombarda” - onde são sugeridos projectos como a Galeria Fernando Santos, Artes em Partes e Centro Comercial Bombarda - e “Baixa” - onde as sugestões recaem sobre projectos como Plano B, Lófte e Trincamundo. O laboratório experimental Opo’Lab, a incubadora InSerralves, o Espaço Quadra e o Palácio das Artes - Fábrica de Talentos são os espaços eleitos para este top 50 da cidade criativa. Na secção lojas, é possível saber um pouco mais sobre cinco bons exemplos: Lobo Taste, Águas Furtadas, Suprematistas, Imerge e Chocolataria Equador.

A moda, por seu turno, é subdividida em projectos, lojas e estilistas. Do Espaço Bloom Portugal Fashion à concept store Muuda é traçado um circuito fashion que culmina com a apresentação de uma dezena de estilistas: Elisabeth Teixeira, Katty Xiomara, Luís Buchinho, Maria Gambina, Anabela Baldaque, Nuno Baltazar, Nuno Gama, Pedro Pedro, Ricardo Andrez e Ricardo Dourado. A arquitectura, por sua vez, fica representada pelos projectos Swark e Closet House, ao passo que o design inclui dicas tão variadas como Boca do Lobo, Bolos Quentes e Design Manifesto. A arte das galerias Pedro Oliveira, Kubik e Dama Aflita junta-se ao engenho musical dos projectos Hard Club e Lovers & Lollypops. Os livros são representados pela editora Ahab, o cinema pelos festivais Fantasporto e Curtas de Vila do Conde e, por fim, a Tecnologia pela I-Sensis, pela CardMobili e pelo departamento de robótica da FEUP.

O guia encerra com uma crónica sobre Aurélio da Paz dos Reis, empreendedor e criativo do século XIX, cuja história comprova que o Porto tem tradição no empreendedorismo e na criatividade. Um exemplo do passado, utilizado agora pelos jovens empresários para sensibilizar as novas gerações. De referir, a propósito, que o guia de 23 mil exemplares é promovido pela ANJE no âmbito do projecto de Indústrias Criativas Porto Show Time. Projecto esse que ambiciona criar um movimento de inovação, divulgar projectos e criadores, promover a produção criativa, fomentar o empreendedorismo criativo e, por esta via, estimular o desenvolvimento económico e social.

Fonte: ANJE
quinta, 30 junho 2011 14:14

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing