Media

Serviços de informação franceses violam lei ao espiar jornalistas

Le_monde

No âmbito das fugas de informação em torno do “caso Bettencourt”, a entidade que se ocupa da contra-espionagem em França investigou as comunicações telefónicas feitas por vários jornalistas do jornal Le Monde.
sexta-feira, 02 setembro 2011 10:50


De acordo com o mesmo jornal, no âmbito do escândalo associado a financiamentos políticos ocultos ao Eliseu, as diligências que supõem uma violação da lei, no seio da direcção central de informações do Estado, envolvem a obtenção furtiva de comunicações feitas por jornalistas e a jornalistas.

O processo ligava alegados financiamentos políticos através de Liliane Bettencourt, herdeira do império L’Oreal, e o ministro do trabalho da altura, Eric Woerth.

O Le Monde refere ainda que a secreta francesa obtinha registos ilegais, junto da operadora Orange, de maneira a acabar com as fugas de informação para a imprensa, concluindo que estes esforços dos espiões para identificar as fontes do jornal revelaram-se ilegais.

Os comportamentos escolhidos pela entidade de contra-espionagem francesa resultaram no afastamento do procurador ligado ao caso e violaram a legislação de protecção de fontes jornalísticas.

Fonte: Diário Digital

bt nl

À Escolha do Consumidor

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing