Media

Fim da ERC e da publicidade na RTP, defende grupo de trabalho

RTP NOVO OFICIAL thumb200


O fim da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) e da publicidade na RTP são algumas das recomendações do grupo de trabalho que analisou o serviço público de media e que entregou esta tarde o seu relatório ao Governo.

segunda-feira, 14 novembro 2011 19:08

No documento, com 32 páginas, o grupo recomenda o fim dos canais Informação e Memória da RTP. No caso do primeiro os privados já garantem "serviços de informação suficientes" e em relação à RTP Memória afirma-se que o canal não tem "qualquer interesse público". O grupo de trabalho considera que "seria mais útil a disponibilização dos conteúdos históricos através do site".

A RTP África deve ser fundida com a Internacional e ser um instrumento da política externa portuguesa. De acordo com o relatório, citado no site do jornal Público, todo o serviço público de comunicação social deve deixar de ter publicidade comercial, em qualquer formato, incluindo o product placement (colocação de produto). Mas não adianta como deve ser remodelado o processo de financiamento.

O grupo defende o fim da ERC e afirma que a regulação, em caso de conflitos, deve ser realizada pelos tribunais. Sobre a agência Lusa, propõe-se que os accionistas privados assumam o seu controlo "seguindo um modelo muito comum noutros países e sem prejuízo de o Estado manter um contrato de prestação de serviços públicos e respectiva comparticipação financeira".

Na rádio, o Estado deve reduzir a sua rede de três para duas frequências nacionais.

Fonte: Público

segunda-feira, 14 novembro 2011 19:23

bt nl

2050.Briefing

O Outdoor Honesto

À Escolha do Consumidor

Edições Especiais

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing