Media

Tribunal indefere providência cautelar da Ongoing contra Impresa

Tribunal indefere providência cautelar da Ongoing contra Impresa

A providência cautelar de suspensão de deliberações sociais adoptadas na assembleia geral da Impresa de Abril, e que tinha sido requerida pela Ongoing, foi julgada improcedente pelo 2º Juízo do Tribunal do Comércio de Lisboa, diz o grupo de Pinto Balsemão em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

quarta-feira, 21 dezembro 2011 19:37

 

Segundo o comunicado o Tribunal "decidiu não suspender a execução das deliberações sociais adoptadas no âmbito dos pontos 1 a 3 e 6 da ordem de trabalhos da referida Assembleia-Geral, relativas, respectivamente, à aprovação de contas de 2010, à utilização da reserva de prémio de emissão para cobertura de resultados transitados, à aplicação de resultados e à eleição dos corpos sociais para o quadriénio 2011/2014".

A decisão fudamentou-se no facto de os "Requerentes não terem direito de acesso à informação solicitada, concretamente aos estudos de avaliação que serviram de base ao registo contabilístico do goodwill nas contas de 2010, para além não ter ficado demonstrado qualquer dano, para as Requerentes ou para a Impresa, decorrente da execução das deliberações em causa".

Fonte: Impresa

quarta-feira, 21 dezembro 2011 19:46

bt nl

2050.Briefing

O Outdoor Honesto

À Escolha do Consumidor

Edições Especiais

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing