Media

Leitores acionistas: a salvação do Público espanhol?

Leitores acionistas: a salvação do Público espanhol?

O diretor do Público espanhol, Jesús Maraña, anunciou ontem à noite a abertura da estrutura acionista do jornal aos leitores, como forma de angariar os seis a nove milhões necessários para evitar o encerramento.

terça-feira, 24 janeiro 2012 10:55

O anúncio foi feito no decorrer de uma sessão de apoio ao jornal que reuniu no Ateneu de Madrid políticos, jornalistas e leitores anónimos. "Muitos perguntam-nos o que fazer. Os editores já comunicaram a abertura da participação a todos os que queiram ser proprietários do jornal. Nos próximos dias publicaremos a fórmula que a assembleia de credores aceitar", disse Maraña.

A empresa editora do Público está à beira da falência, com um número de credores que ascende a 327.

A fórmula a que agora recorre para evitar o encerramento já foi testada antes: em junho, o grupo Intereconomía, proprietário de meios como La Gaceta a Teledeporte e a Veo 7, abriu uma conta bancária para que os leitores e espetadores pudessem colaborar monetariamente. "A liberdade não tem preço para a Intereconomía" foi o mote da campanha que apelava ao apoio do público.

Antes o jornal El Diagonal já havia lançado uma campanha para recolher fundos: o objetivo era angariar 10 mil euros mas foi ultrapassado, com os leitores a oferecerem 15 mil euros.

Fonte: PR Notícias

terça-feira, 24 janeiro 2012 10:58

bt nl

Liga-te com o Coração

À Escolha do Consumidor

Edições Especiais

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing