Media

Serviço público de televisão tem de ser relevante, diz Poiares Maduro

O serviço público de televisão tem de ser "relevante e não liderante", disse na quarta-feira Miguel Poiares Maduro, ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional, no 23º Congresso das Comunicações, organizado pela Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações (APDC).

quarta-feira, 13 novembro 2013 22:12
Serviço público de televisão tem de ser relevante, diz Poiares Maduro

O ministro, que falava no painel sobre media, afirmou que o serviço público de televisão tem de ser "diferenciador, não sendo comercial. Não há intenção de o tornar mais comercial". Poiares Maduro referiu ainda que o que "não podemos querer ao mesmo tempo é uma televisão pública não privatizada, sem financiamento público e sem publicidade".

O ministro, que tem a tutela da comunicação social pública, reconheceu que não é possível eliminar a dependência comercial da televisão pública mas ela tem vindo a diminuir. Considerou ainda qua é obrigação do Governo aumentar a oferta de televisão em sinal aberto pois "há 30 por cento de portugueses que não têm outra alternativa que não a televisão digital terrestre e por isso têm direito a uma maior oferta".

Poiares Maduro considerou que a língua portuguesa "tem muito potencial de exportação através dos media" e que os fundos comunitários para as indústrias criativas poderão apoiar essa exportação. Estes fundos podem também apoiar os media na transição para o digital.

No mesmo painel o CEO da Impresa, Pedro Norton, insurgiu-se contra a proposta de contrato de concessão para a RTP e afirmou que não acredita num serviço público que "mimetize os privados".

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

sexta-feira, 15 novembro 2013 11:17

bt nl

2050.Briefing

O Outdoor Honesto

À Escolha do Consumidor

Edições Especiais

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing