Media

Nas publicações, o que é grátis tem vindo a perder relevância

A importância relativa dos exemplares de publicações periódicas distribuídas gratuitamente baixou acentuadamente em 2012, representado cerca de 30% da circulação total. Este valor era de 47% em 2011.

quinta-feira, 19 dezembro 2013 12:24
Nas publicações, o que é grátis tem vindo a perder relevância

De acordo com as estatísticas da cultura divulgadas na quinta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) essa importância tem vindo a decrescer desde 2008, ano em que atingiu 53%. Em 2012, e por tipo de publicação, os jornais ofereceram 30% dos exemplares e venderam 70%, enquanto nas revistas a circulação paga foi 76% no total de exemplares em circulação.

O INE informa que no ano passado as 1 399 publicações periódicas consideradas registaram 25398 edições anuais, 518 milhões de exemplares de tiragem total e 395,2 milhões de exemplares de circulação total, dos quais foram vendidos 276,5 milhões.

Face ao ano anterior, os materiais impressos registaram quebras acentuadas na circulação total (-32,9%), tiragem total (-28,1%), número de exemplares vendidos (-12,3%), número de publicações (-7,5%) e de edições (-7%).

Do total das publicações periódicas consideradas, a maioria (65,7%) tinha como suporte de difusão o "Papel", enquanto 34,3% eram difundidas em suporte "Papel e eletrónico simultaneamente".

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

sexta-feira, 20 dezembro 2013 11:51

bt nl

O Outdoor Honesto

À Escolha do Consumidor

Edições Especiais

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing