Media

A culpa é de Rajoy, insinua ex-diretor do El Mundo

O governo de Rajoy boicotou o El Mundo e muitas das maiores empresas de Espanha que atuam em sectores fortemente regulados deixaram de fazer publicidade no jornal. Estas são algumas das situações descritas pelo ex-diretor da publicação, Pedro J. Ramírez, num artigo de opinião publicado no The New York Times.

quinta, 06 fevereiro 2014 12:14
A culpa é de Rajoy, insinua ex-diretor do El Mundo

Ramírez, que foi afastado do cargo na semana passada pela empresa detentora do jornal, a Unidad Editorial, detida por um grupo italiano, insinua que a sua saída está relacionada com pressões do governo.

"O meu confronto com o governo de Rajoy começou no ano passado, quando um aliado do primeiro-ministro – o antigo tesoureiro do partido Luís Barcenas, que está detido por suspeitas de corrupção e evasão fiscal - , forneceu documentos que mostram financiamentos ilegais ao partido durante duas décadas. Publicámos o caso e entregámos a documentação ao juiz que investiga o caso", escreve Ramírez.

No artigo o jornalista recorda um outro conflito que teve com o governo do socialista Felipe González, quando o Diário 16, que Ramírez dirigia em 1988, publicou uma reportagem que relacionou o governo espanhol com a atuação dos GAL, esquadrões da morte que tinham como missão eliminar elementos da ETA no sul de França.

"González abordou-me no parlamento e disse-me para parar de publicar aquelas "coisas terríveis". Eu recusei e meses depois fui despedido. O dono do jornal sucumbiu à pressão política, recorda Ramírez.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

segunda, 10 fevereiro 2014 09:17

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing