Media

Rebekah inocente, Andy culpado

O escândalo das escutas telefónicas envolvendo o jornal britânico News of the World conheceu hoje um desenvolvimento decisivo: o tribunal de Londres absolveu a diretora, Rebekah Brooks, mas considerou o seu antecessor, o ex-assessor do primeiro-ministro Andy Coulson, culpado de conspiração.

terça-feira, 24 junho 2014 13:12
Rebekah inocente, Andy culpado


No desfecho de oito meses de audiências, o marido de Rebekah, Charlie Brooks, foi também considerado inocente das acusações, o mesmo tendo acontecido com a secretária Cheryl Carter.

Segundo o The Guardian, Coulson permaneceu inalterado enquanto recebia o veredito. Já Rebekah esteve à beira das lágrimas, tendo, no entanto, sorrido levemente quando a porta-voz do júri declarava a sua inocência nos quatro crimes de que era acusada.

À saída do tribunal, nem Rebekah nem o marido prestaram declarações. O advogado da ex-diretora do News of the World, Angus McBride, disse que ela não podia falar pois o julgamento ainda decorre.

O caso deflagrou em 2012 quando vieram a público testemunhos que davam conta de que o News of the World estava envolvido em escutas ilegais, nomeadamente de figuras públicas e vítimas de crimes. Na sequência das denúncias, o jornal deixou de ser publicado.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

terça-feira, 24 junho 2014 13:24

bt nl

2050.Briefing

O Outdoor Honesto

À Escolha do Consumidor

Edições Especiais

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing