Media

Onde é que os portugueses consomem notícias?

Cerca de 70% dos portugueses são consumidores de notícias, sobretudo através da televisão, a que se seguem os jornais impressos e as redes sociais. Uma das conclusões do estudo da ERC "Consumos de Media – 2015", que tem como tema principal de análise "As novas dinâmicas de consumo televisivo em Portugal".

quinta, 04 fevereiro 2016 12:30
Onde é que os portugueses consomem notícias?

Segundo o estudo, mais de 60% dos portugueses dizem que acedem à internet pelo menos uma vez por semana, 87% usa o e-mail e 80% consulta as redes sociais. Mais de metade acede à internet para ler jornais e revistas, e cerca de 60% dos portugueses que acedem à internet consultam notícias. Os conteúdos de âmbito nacional são os preferidos (81%), seguindo-se os de atualidade internacional (61%) e de saúde (31%), enquanto a política nacional fica pelos 10%.

O computador continua a ser o dispositivo mais relevante mas o smartphone começa a ganhar importância, e é utilizado preferencialmente para comunicar recorrendo a serviços OTT (messaging, 46%, e telefonemas, 27%) e aceder a redes sociais e conteúdos de entretenimento/consumo de conteúdos noticiosos (21% acedem a conteúdos noticiosos através do smartphone).

As redes sociais desempenham um papel relevante no consumo de notícias: 80% dos que têm acesso à internet usam as redes sociais e 35% fazem-no também para consultarem as notícias. Nos mais jovens as redes sociais são mesmo a segunda fonte de notícias, depois da televisão. O Facebook é a rede preferida (83%) e a grande maioria dos utilizadores (67%) diz que acede a conteúdos noticiosos "percorrendo o meu feed para saber o que é novo".

Por último, é muito baixa a percentagem de quem pagou por conteúdos online (3%) e é significativo (62%) os que dizem ser muito improvável que venham a pagar.

A edição de 2015 do inquérito "Consumos de Media" tem como tema principal de análise "As novas dinâmicas de consumo televisivo em Portugal", um estudo coordenado por investigadores do Centro de Estudos de Comunicação e Cultura (CECC) da Faculdade de Ciências Humanas (FCH) da Universidade Católica Portuguesa (UCP) e especialistas da GfK.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing