Media

24 Horas regressa nos EUA com conteúdos do CM e Record

24horasˍeua.jpg
A versão norte-americana do jornal 24 Horas está a ser publicada maioritariamente com conteúdos dos diários portugueses Correio da Manhã e Record, em consequência do encerramento do 24 Horas português, disse à agência Lusa o director do jornal.
domingo, 29 novembro -0001 23:23


“Estamos efectivamente a usar conteúdos do Correio da Manhã e também do Record, obviamente sob autorização daqueles títulos, que assenta num contrato existente com a titular Cofina e a empresa responsável pela publicação 24horas - Portuguese Daily Newspaper”, referiu Victor Alves.

O director e administrador do 24 Horas norte-americano referiu que o jornal esteve encerrado cerca de duas semanas, após o inesperado fecho da edição portuguesa, anunciado em Junho pela Controlinvest.

“O não avisado fecho do 24 Horas de Portugal (de cujos conteúdos dependíamos) obviamente provocou o nosso brusco encerramento, pelo que fizemos a nossa última edição, com ainda conteúdos daquele jornal, no dia 28 de Junho passado”, disse.

Victor Alves explicou que, “num projecto provisório, mas já de forma autónoma”, o jornal voltou a ser editado a partir de 12 de Julho, “sem ligações a qualquer grupo de media, sob o nome 24 Horas-América”.

“Quando decidimos transformar o projecto provisório em definitivo, abordámos a Cofina, titular do jornal mais vendido em Portugal (Correio da Manhã), bem como de um desportivo de grande referência (Record), na medida em que pretendíamos uma parceria com os melhores dos media portugueses, o que em boa hora foi conseguido”, disse.

O 24 Horas norte-americano surgiu “a 20 de Setembro, após o acordo contratual com a Cofina, com conteúdos do Correio da Manhã e do Record, com um novo ‘look’ e um substancial aumento de páginas”.

Além dos conteúdos recebidos dos títulos da Cofina, “a redacção do 24horas - Portuguese Daily Newspaper garante diariamente 25 por cento do jornal, com as principais notícias dos Estados Unidos, nomeadamente as referentes à emigração, política e desporto local, e obviamente, as inerentes às comunidades portuguesa e lusófona”, referiu Victor Alves.

O jornal tem actualmente nos seus quadros “16 elementos, que preenchem os diversos departamentos, nomeadamente administração, marketing, publicidade/vendas, redacção e distribuição”, acrescentou.

O 24 Horas norte-americano lançou a sua primeira edição em 08 de Fevereiro de 1999, nove meses depois do lançamento do título em Portugal.
A marca e o logótipo 24 Horas estão registados nos Estados Unidos em nome de Victor Alves, referiu o próprio, acrescentando que nunca pertenceram, naquele país, aos grupos de media a quem esteve ligado.

Fonte: Lusa

bt nl

À Escolha do Consumidor

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing