Media

NewsMuseum: há projetos na manga para o segundo ano

Aumentar a qualidade da visita. Este é um dos objetivos do NewsMuseum, na passagem do segundo aniversário, e para isso propõe criar-se programas pedagógicos com instituições do ensino secundário e superior. Os primeiros passos estão a ser dados, com algumas escolas do concelho de Sintra.

quarta, 26 abril 2017 13:34
NewsMuseum: há projetos na manga para o segundo ano

Esta foi uma das novidades anunciadas pelo mentor do projeto, o consultor em comunicação Luís Paixão Martins, no âmbito da inauguração da exposição Macho Media, um projeto com curadoria da associação Capazes.

Inaugurado na noite de 24 para 25 de abril de 2016 pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, o NewsMuseum tinha-se proposto duas metas para o primeiro ano, ambas alcançadas. A primeira prendia-se com a média de visitantes – um grupo por dia, no sentido de uma visita organizada, com carácter didático. A primeira aconteceu logo a 26 de abril, com o espaço a receber estudantes de Chaves. A segunda prendia-se com a vocação do museu para acolher eventos corporate – quatro a seis vezes por ano, o que foi superado.

Alcançadas estas metas, disse Luís Paixão Martins que agora o plano é a dois anos e passa por duplicar a média de visitas mas também aumentar a qualidade da visita, aqui se inscrevendo a parceria com as escolas do concelho. Trata-se de criar um produto académico que seja simultaneamente do museu e da escola, num exemplo que pode ser acompanhado por outros concelhos, sobretudo da região de Lisboa, onde é mais fácil a interação com o museu.

Quanto aos eventos corporate, a grande mais-valia do NewsMuseum é a possibilidade de oferecer "grande qualidade a nível dos conteúdos", na medida em que, sendo um equipamento digital, é possível personalizá-los. A comprovar sta vocação do museu, Luís Paixão Martins anunciou que, dentro de 15 dias, ali será lançado o Prémio de Jornalismo Fernando Sousa, uma iniciativa da Comissão Europeia e da SIC.

A estes dois objetivos juntou-se um terceiro não planeado: é que a equipa do museu tem sido solicitada para intervir noutros equipamentos, dada "as soluções inovadoras da relação entre visitante e conteúdos" que oferece. Foi o que aconteceu com a exibição audiovisual que marcou a reabertura do renovado Pavilhão Carlos Lopes, em Lisboa, mas também há projetos em curso em Mafra, Santarém e Bragança.

 

(na foto, Luís Paixão Martins ladeado pelo presidente da câmara de Sintra, Basílio Horta, e pela cofundadora da Capazes Rita Ferro Rodrigues)

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

quinta, 27 abril 2017 08:21

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing