Media

Tecnologia é só para jovens? A Gfk diz que não

Mundialmente, 34% das pessoas admite ter dificuldade em "desligar-se" da tecnologia e das redes sociais, mesmo sabendo que estão numa situação em que o deveriam fazer. Os dados são de um estudo desenvolvido pela Gfk, que indica uma forte adição à tecnologia, sobretudo de pessoas até aos 49 anos de idade.

quarta, 05 julho 2017 12:10
Tecnologia é só para jovens? A Gfk diz que não

De acordo com o estudo, só a partir dos 50 anos se regista um maior número de pessoas que não consideram difícil desligar-se da tecnologia. Ainda assim, 23% do grupo dos 50-59 anos admite ter dificuldade em abstrair-se. A Gfk não duvida de que "este indicador vem provar, por via indireta, que os comportamentos antes atribuídos aos grupos mais jovens, como os millennials, trespassam hoje a maioria da população".

Sem surpresa, o grupo mais jovem abrangido no estudo, dos 15 aos 19 anos, parece mais suscetível às tecnologias. 44% dos inquiridos afirma ter dificuldade em deixar de lado o telemóvel, computador ou tablet, sendo que apenas 11% diz não ter.

Entre os géneros a diferença não é muita: 33% dos homens e 35% das mulheres diz ser difícil desconectar-se, mesmo quando o deveriam fazer.

O estudo foi realizado na Argentina, Austrália, Bélgica, Brasil, Canada, China, França, Alemanha, Itália, Japão, México, Holanda, Rússia, Coreia do Sul, Espanha, Reino Unido e Estados Unidos da América. No conjunto destes 17 países, 34% da população diz ser difícil deixar a tecnologia, 16% afirma o contrário. Na China, Brasil, Argentina e México há uma maior adição à tecnologia, contrariamente ao Japão, Coreia do Sul, Alemanha e Holanda, onde a dificuldade em desligar-se é menor.

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Tecnologia é só para jovens? A Gfk diz que não

quarta, 05 julho 2017 15:32

bt nl

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing

Melhores Briefing