A APPM debateu as prioridades do Marketing

A APPM – Associação Portuguesa dos Profissionais do Marketing organizou esta quinta-feira, 25 de janeiro, o Congresso Nacional de Marketing 2024. Sob o mote “P de Prioridade”, foram muitos os profissionais a apresentar algumas das tendências que vão marcar o setor este ano, sendo que o grande destaque foi para o papel da Inteligência Artificial (IA). O evento, que decorreu em Lisboa, seguiu-se ao realizado no dia anterior, no Porto. A próxima edição já está confirmada, para 22 e 23 de janeiro de 2025.

A APPM debateu as prioridades do Marketing

O Auditório EDP foi o palco desta conferência, em que foram debatidos temas como a agenda de Marketing para 2024, o Marketing  Automation, a experiência do consumidor, a estratégia de marca, o alinhamento estratégico, Unified  Commerce, a inovação e sustentabilidade, e o Content Marketing,

O presidente da associação, Carlos Sá, foi o responsável pela abertura, em que revelou que, nos últimos três anos, foram realizadas mais 60% de inciativas do que no período anterior. Houve ainda a oportunidade de anunciar algumas novidades como a criação de iniciativas destinadas aos mais de 15 mil jovens que estudam publicidade e o lançamento do barómetro do marketing, que deverá acontecer nos próximos dias.

O Chairman do European Marketing Confederation, Ralf Strauss, foi o orador seguinte que teve como foco o estudo “Agenda 2024”, criado pela instituição. Após a resposta de cerca de 1300 participantes, foi possível concluir que os temas que vão marcar este ano são a Inteligência Artificial (IA), o marketing digital e a experiência do consumidor. O responsável destacou que, no futuro, a tendência será a “hiperpersonalização”.

Seguiu-se a fundadora da Let’sTalk Strategy, Jenna Tiffany, que identificou algumas “armadilhas” que devem ser tidas em consideração no momento da definição da estratégia de marca. A primeira delas é que, mesmo com grandes quantidades de dados e a mais recente tecnologia, o marketing não é perfeito; a segunda é que as marcas não devem desviar a sua visão da realidade; a seguinte é que se deve reduzir a complexidade ao máximo e a última é que deve haver sempre uma estratégia.

Alinhado com o tema da sessão que tinha como foco a experiência, a diretora de Marca da EDP, Catarina Barradas, mostrou como consistiu o processo de rebranding da energética, que ocorreu em 2022. De seguida, foi o momento da partner da Deloitte Sofia Tenreiro exemplificar de que forma a IA pode ser um aliado para facilitar o trabalho de um profissional de marketing. O CEO da ConsumerChoice, José Borralho, apesentou os resultados de uma investigação realizada para o evento, na qual se destaca que os consumidores procuram que as empresas tenham uma oferta de um pós-venda de qualidade, e preços justos.

Dentro da temática “Agile”, o diretor de Marca e Digital do Sport Lisboa e Benfica, Jorge Castanheira, discursou sobre como os clubes devem ter em conta que os sócios têm uma vida que vai além do seu apoio e, por isso, é necessário, estabelecer parcerias para criar emoções. Por fim, a RVP Marketing Cloud ibérica da Salesforce, Sylvia Moreno, apresentou os resultados da oitava edição do relatório “State of Marketing”, que revela que a maior prioridade dos profissionais portugueses é melhorar a a colaboração, e o maior desafio é que a tecnologia disponível está pouco desenvolvida.

Simão Raposo

Segunda-feira, 29 Janeiro 2024 10:18


PUB