A energia da liderança

A PRIO é a vencedora da 12.ª edição da Escolha do Consumidor, na categoria Combustíveis. Esta é a primeira vez que a energética recebe esta distinção. Além disso, recebeu o Prémio Escolha Sustentável.

A energia da liderança

Foi há 17 anos que a PRIO entrou no mercado com a convicção de que o sucesso ia depender da capacidade de ser “competitiva, inovadora e focada no futuro”, tal como explica a diretora de Marketing, Ana Pinho. Na sua perspetiva, esta empresa distingue-se pelo seu lado “disruptivo” num setor em que tal não é costume acontecer. Atualmente, esta é uma das maiores produtoras europeias de biodiesel a partir de matérias-primas residuais com uma rede de mais de 250 estações de serviço de norte a sul do País. Além dos combustíveis líquidos convencionais, está disponível o carregamento para veículos elétricos e abastecimento de viaturas a gás.

A marca não quer que este momento importante para a sua história passe despercebido e isso vai ser evidente ao longo de 2024, através da presença do selo de “Marca n.º 1 na Escolha do Consumidor 2024” nas campanhas, e também em pontos de contacto com os clientes, nomeadamente as redes sociais e o site, além dos estabelecimentos. “Este reconhecimento é uma prova de confiança por parte dos nossos clientes e destacá-lo é também uma forma de reforçarmos a nossa notoriedade, contribuindo para fidelizar ainda mais os nossos clientes e atrair novos”, diz a porta-voz da marca.

Depois deste reconhecimento, o plano de atividades para este ano está definido, tendo como intenção continuar a crescer e a fortalecer a posição no mercado como “líderes da transição energética acessível”, mantendo o foco na inovação, na qualidade e na sustentabilidade. Por isso, está prevista a expansão da oferta de produtos e serviços, incluindo a rede de postos, e a manutenção da liderança em Portugal na produção de novos combustíveis a partir de resíduos. “Estamos entusiasmados com o que o futuro reserva para a PRIO e confiantes no papel, diferenciado, que queremos continuar a ter no futuro da energia e mobilidade”, conclui.

Segunda-feira, 05 Fevereiro 2024 11:00


PUB