A vitória da Seleção Nacional pode valer 117 milhões de euros

O retorno mediático dos patrocinadores principais da Seleção Nacional de Futebol – Sagres, MEO, Galp, Novo Banco, Continente, Jogos Santa Casa, Nike, Hertz e Samsung – poderá atingir os 117 milhões de euros, caso a equipa portuguesa vença o Euro 2016. Os dados são da Cision, que estima ainda um retorno de 79 milhões para estas marcas até ao final da fase de grupos da competição.

No Euro 2016, que terá início no dia 10 de junho, a estimativa da Cision indica que os patrocinadores da Seleção Nacional têm garantido, à partida, um retorno de 78 milhões de euros, valor gerado desde a fase de preparação até ao final da fase de grupos.

Segundo os dados, caso a Seleção Nacional passe aos oitavos de final, o valor ascenderá aos 85 milhões de euros, e se a meta atingida forem os quartos de final, a estimativa é de 92 milhões. Já a presença da equipa nacional nas meias finais renderá 101 milhões. A consagração da seleção como campeã do Euro 2016 representará um retorno de 117 milhões de euros, para os principais patrocinadores.

Esta previsão é baseada no acompanhamento sistemático do retorno mediático destas marcas nos Mundiais de 2014, 2010 e de 2006 e nos Europeus de 2012, 2008 e de 2004. Segundo a Cision, no último Euro 2012, o valor total de retorno mediático alcançado pelos patrocinadores da Seleção Nacional foi de 98,5 milhões de euros, tendo a equipa portuguesa sido derrotada pela Espanha, nas meias-finais da competição.

briefing@briefing.pt

 

Quarta-feira, 25 Maio 2016 10:23


PUB