Super Bowl: como três segundos geraram 5,6 milhões de dólares

Com uma audiência a ultrapassar os 100 milhões de espectadores, o Halftime Show da Super Bowl tornou-se um autêntico espaço publicitário para os artistas. Em 2023, Rihanna foi a cantora que aproveitou os 15 minutos de atuação e que gerou 5,6 milhões de dólares em Media Impact Value (MIV).

Como três segundos geraram 5.6 milhões de dólares

É sabido que a National Football League (NFL) não paga aos artistas pela sua atuação, tal como a porta-voz da organização Joanna Hunter revelou à Forbes, em 2016. Já o vice-presidente executivo de Comunicações, Assuntos Públicos e Políticas da NFL, Jeff Miller, confirmou à Newsweek que, ainda assim, os artistas recebem o equivalente ao ordenado mínimo garantido pelo sindicato.

Mas como é que se traduzem estes 15 minutos em números?

Cronologicamente, a atuação de Rihanna começou a gerar dinheiro mesmo antes de acontecer. Relembrando que além da carreira musical, a cantora é a fundadora da marca de maquilhagem Fenty Beauty by Rihanna e a marca de lingerie Savage X Fenty, através da qual lançou uma coleção especial de 17 peças dedicada ao evento. Segundo dados da Launchmetrics, esta garantiu earned media no valor de 2,6 milhões de dólares.

Mas o que gerou a maior buzz foi o pó matificante Invisimatte que, nos três segundos em que Rihanna retocou a maquilhagem a meio da atuação, gerou um MIV de 5,6 milhões de dólares nas primeiras 12 horas, segundo refere a Forbes Austrália. A procura no motor de busca Google pela marca subiu 883%, de acordo com a Cosmetics Business.

Na sua carreira musical, a atuação também gerou um aumento sobre o número de reproduções nas diversas plataformas. De acordo com dados da Luminate, as reproduções on demand da artista subiram 211%, no período compreendido entre o dia anterior ao jogo, sábado, e o dia após o jogo. Além disso, a venda de álbuns e singles registaram um aumento de 301% e 390%, respetivamente.

A Loewe, Alaïa, MMG e Salomon foram as marcas que também beneficiaram da exposição da cantora. O macacão vermelho que Rihanna usou durante a atuação rendeu à Loewe 2,4 milhões de dólares em menções. Já o casaco com fechou o espetáculo gerou 1,7 milhões de dólares à Alaïa. Já os 1,3 milhões de dólares e 602 mil dólares, respetivamente, foram os valores gerados em menções à MMG e Salomon.

Mariana Paulo

Quinta-feira, 08 Fevereiro 2024 11:50


PUB