Fernando Solera toca o alarme da sua Impressão Digital

Se pudesse, o diretor de Marketing da Securitas Direct colocava, todos os anos, um novo carimbo no passaporte. E recorda com saudade uma viagem a Cuba com um amigo.

Fernando Solera dispara o alarme da sua Impressão Digital

O filme da vida

Tenho vários, a verdade é que não tenho um de eleição. Mas “El Secreto de tus ojos” é um dos meus filmes preferidos. E como ator nomeio Ricardo Darín.

O hobby

Atualmente a corrida. Corro e treino desde sempre. Quando conheci a minha mulher, comecei devagarinho a criar-lhe o interesse e agora ela corre mais que eu. Sempre fiz corridas de 10k, meia-maratonas…e foi a minha mulher que me convenceu a correr uma maratona. Agora, já fizemos duas (Lisboa e Nova Iorque), e temos em vista fazer mais uma para o ano (Tóquio). Faz muito bem para limpar a mente e desanuviar do dia a dia, além de me fazer conhecer os meus limites físicos e mentais.

Um livro memorável

“La Sombra del Viento”, de Carlos Ruiz Safón.

Banda sonora da vida

Depende do momento. Gosto de ouvir todo o tipo de música e todos os géneros. Não consigo escolher uma música em concreto, essa é a verdade. 

Um objeto indispensável

Infelizmente, o telemóvel. Vivemos uma fase da vida em que ficamos nus se não tivermos o telemóvel connosco. Não é pelas redes sociais, porque não sou muito ativo nas mesmas, a não ser por trabalho, mas preciso do telemóvel para estar sempre disponível.

A série de eleição

Tenho duas. Se olhar para trás, Friends. Quando apareceu, foi uma revolução porque nunca tinha sido feita uma série similar. 

A outra, sem dúvida, Succession. É tudo bom nesta serie. O guião, a realização, a interpretação de cada um dos maravilhosos atores, muito diferentes entre si, mas ao mesmo tempo todos com o mesmo objetivo. Tenho saudades de chegar a casa, à segunda-feira à noite, e ter um novo episódio para ver.

Uma viagem marcante

Com 26 anos, fui três semanas a Cuba com um amigo. Só reservámos as duas primeiras noites de hotel em Havana. A partir daí, foi sempre uma aventura. Foi uma experiência que me fez crescer, porque tivemos muitos momentos extraordinários, mas também alguns que não estava à espera e tive de saber como ultrapassar. Foi das melhores experiências da minha vida. 

Mas tenho outras viagens, como a minha primeira viagem a Nova Iorque com a minha mulher, Tailândia, Rio de Janeiro… Agora temos dois filhos, que ainda são pequenos, mas daqui a uns anos vamos viajar os quatro, para lhes dar essa experiência de vida.

O carimbo que falta no passaporte

Faltam muitos. Se fosse por mim, todos os anos colocava um novo. Mas acho que os próximos vão ser Japão (Maratona) e Lapónia: queremos fazer a surpresa aos nossos filhos de ver a casa do Pai Natal.

O recanto na cidade

Belém, ao final do dia, para beber um copo descontraído depois do trabalho ou ao contrário, durante o fim de semana, às sete da manhã, quando começo a correr e começa o sol a aparecer. É um momento único.

Se tivesse um superpoder 

O superpoder de poder curar todas as pessoas que estão doentes. Acho que a vida tem de ser tão bem aproveitada e vivida, que não é justo que uma doença não o permita.

Tornei-me marketeer porque

Acredito mesmo no poder de comunicar uma marca e criar interesse na mensagem que passamos.

A estratégia de marketing perfeita é…

Aquela que mostra a um cliente de forma clara o benefício de confiar numa marca e de que forma esse produto/serviço pode melhorar a sua vida.

Uma marca de sempre

Nike. E agora que vi o filme Air, fiquei ainda mais próximo deles. Joguei basketball durante 22 anos e, quando era miúdo, todos queriam ter as sapatilhas dos melhores jogadores da NBA e as Nike eram as minhas preferidas.

Uma publicidade intemporal

Coca-Cola. É incrível como quando eramos miúdos, todos os anos esperávamos um anúncio no Natal. Traziam um misto de fantasia e emoção que representam na perfeição o espírito do Natal.

Uma boa campanha de marketing é…

Aquela que faz chegar a mensagem que pretendes entregar, ao consumidor certo, da forma correta e no momento adequado. 

Estar seguro é… 

Ir dormir à noite com a certeza que fiz tudo o que estava a meu alcance. A consciência de saber que fizeste tudo da melhor forma possível é o que nos faz estar seguros para continuar e arriscar.

Quinta-feira, 15 Fevereiro 2024 12:49


PUB