Haverá 26,3 mil milhões de dispositivos conectados em 2020

As previsões são do relatório anual da Cisco “Visual Networking Index (VNI) Global Forecast and Service Adoption 2015-2020”, acerca do impacto dos dispositivos pessoais, conexões machine-to-machine (M2M) e a velocidade de banda larga terão impacto no aumento do tráfego IP. Em 2020, estima-se que haverá 26,3 mil milhões de dispositivos conectados.

Este número equivale a uma média de 3,4 equipamentos por cada habitante do planeta, face aos 16,3 mil milhões contabilizados em 2015 (2,2 dispositivos per capita), incluindo tablets, smartphones e TV de ultra-alta definição, além das conexões M2M e dispositivos portáteis, como smartwatches e outros dispositivos de controlo de saúde.

A Cisco prevê ainda que, em 2020, haverá cerca de 4,1 mil milhões de utilizadores de internet (52% da população mundial prevista – 7,8 mil milhões de habitantes segundo a ONU), face aos 3 mil milhões registados em 2015 (40% da população mundial).

A evolução da Internet das Coisas (IoT) continua a impulsionar o crescimento do tráfego IP, que alcançará os 2,3 Zettabytes anuais em 2020, contra os 870 Exabytes registados em 2015. As conexões M2M vão multiplicar-se quase por três dos 4,9 mil milhões de registos em 2015 até aos 12,2 mil milhões em 2020 (representando quase metade de todos os dispositivos conectados – 46%). Em 2020 haverá mais de 200 milhões de lares inteligentes à escala global, face aos 90 milhões registados em 2015.

Quanto à origem do tráfego IP, daqui a 4 anos 71% virá de dispositivos que não PC, incluindo smartphones (30%), televisões (25%), tablets (13%) e módulos M2M (3%), face aos 47% existentes em 2015. Os PC serão responsáveis por 29% do tráfego IP em 2020 (53% em 2015).

Globalmente, a velocidade média de banda larga fixa vai quase duplicar entre 2015 e 2020, dos 24,7 Mbps (megabytes por segundo) para os 47,7 Mbps. Cerca de 38% de todas as conexões de banda larga fixa vão superar os 25 Mbps em 2020 (30% atualmente) e 35% vão ultrapassar os 50 Mbps (19% hoje).

fibra@briefing.pt 

Quinta-feira, 09 Junho 2016 09:27


PUB