João Cajuda Influencia a viajar

Inspira os seguidores a viajar e a conhecer o mundo, mas a sua profissão é muito mais que passear, diz.

João Cajuda Influencia a viajar

Ser influenciador é…

Ser multi-tasker. Na verdade, não me considero influenciador. Sou licenciado em Ciências da Comunicação, e talvez a forma mais correta para descrever o meu trabalho seria criador de conteúdo. Faço storytelling, escrevo para o meu site, filmo e edito vídeos, fotografias, maioritariamente de viagens e em torno de um estilo de vida descontraído que vai ao encontro da natureza. Sou um mix de fotógrafo, videógrafo, editor, web designer, marketeer, gestor de redes sociais, escritor, produtor (risos)… aliado à gestão da minha agência de viagens LEVA-ME. Este é o meu trabalho e foi através disso que consegui criar uma comunidade de seguidores. Se, de alguma forma, os consigo influenciar, isso é apenas um dos resultados do meu trabalho.

A associação a uma marca

Escolho as marcas com quem trabalho tendo em conta o seu posicionamento, o produto, e os seus valores. Se estes pontos não vão ao meu encontro ou à temática do meu trabalho, prefiro não aceitar. Conheço os meus seguidores e sei aquilo que procuram nas minhas plataformas digitais. Sou seletivo nas marcas com que trabalho e prefiro criar com elas uma relação a longo prazo.

O que mais valoriza numa marca

A reputação e a flexibilidade. Acho essencial que haja flexibilidade da marca em adaptar-se ao meu conteúdo e eu ao da marca. É difícil trabalhar com uma marca cujo briefing é totalmente diferente da minha forma de comunicar. Se a marca veio ao meu encontro é porque, de alguma forma, se idêntica com o conteúdo que crio, com a minha linguagem e com os valores que passo.

A que atribui o seu sucesso como influenciador

Talvez à credibilidade. Creio que, ao longo dos anos, me tenho mantido fiel à forma como comunico nas redes sociais. Optei desde início por criar um público nicho, segmentado à área das viagens. As pessoas seguem-me porque de alguma forma as inspiro a viajar e a conhecer o mundo.

Os momentos mais marcantes como influenciador

Durante o meu percurso já tive muitos momentos que guardo com carinho e dos quais me orgulho. Ter vários vídeos que se tornaram virais pelo mundo e todo o feedback que recebi. Ter o meu vídeo das Filipinas a passar em Times Square. Ter viajado e tido experiências que de outra forma não poderia ter. Ter trabalhado com muitas marcas com as quais sempre admirei como a Emirates, o Four Seasons, etc… Este ano fiquei muito feliz por ter ganho o prémio da “Escolha do Consumidor”, sendo um prémio vindo do público tem um significado especial.

A viagem mais memorável

É uma pergunta muito difícil de responder (risos). Já tive muitas viagens fantásticas e momentos inesquecíveis. Mas as primeiras que me vieram agora à cabeça foi uma road trip que fiz em Marrocos e outra pela Austrália. Adoro aventuras de carro com amigos pelo desconhecido, especialmente se forem lugares inóspitos. Gosto de tranquilidade e natureza.

O destino mais surpreendente, pela positiva e negativa

Em todos os destinos há coisas que acabam por nos surpreender e outras que ficam aquém daquilo que esperávamos. Posso dar o exemplo de dois países: a Colômbia, em que fui surpreendido por um povo muito acolhedor, uma comida deliciosa, mas cujas praias foram uma desilusão. As Filipinas, a nível cultural pode não ser tão interessante como por exemplo a Tailândia, com os seus inúmeros templos, mas a nível de praias e beleza natural é incrível. Todos os países são únicos, e todas as viagens acrescentam-nos algo.

Destinos planeados para 2023

Este ano, fui ao Sri Lanka, às Maldivas, à Índia, ao Japão, ao Egipto e tenho viagens planeadas para Itália, Grécia e Namíbia. Mas 2023 é quase um ano já passado. Atualmente, já estou a trabalhar as viagens de 2024 da LEVA-ME. Além dos destinos habituais, teremos algumas novidades.

A marca de sonho

Dior Homme. É uma marca elegante, clean, com um produto premium.

Sexta-feira, 05 Janeiro 2024 08:37


PUB