O h3 cozinha com arte

O h3 tem um novo conceito de loja que combina tecnologia e arte urbana. O espaço do NorteShopping é o primeiro a contar com esta novidade que consiste na instalação de quiosques de pagamento automático e com murais a cargo de Gonçalo MAR. Em declarações à Briefing, a diretora de Marketing da Real Food, Pureza Morais Cabral, explica que esta mudança surge da necessidade de atender às expectativas e necessidades dos clientes que estão “em constante evolução”. 

O h3 cozinha com arte

A responsável revela que, ultimamente, tem havido um sentimento de que era necessário introduzir pontos de diferenciação e melhorar a experiência dos clientes. É com este mote que surge este conceito de loja “mais moderno e tecnológico”, com a intenção de valorizar a experiência do consumidor em todos os canais, sem nunca comprometer os “padrões de qualidade do serviço, simpatia e satisfação”.

O primeiro passo foi escolher qual o local onde esta ideia seria implementada pela primeira vez e o centro comercial de Matosinhos foi a escolha, devido ao facto de ter área disponível para conseguir inovar, por ter o restaurante que mais vende na zona norte e porque, “por estar localizado num espaço com muito tráfego, é importante para testar a funcionalidade dos quiosques”.

A porta-voz revela que esta aposta tem sido um sucesso, e que já representa cerca de 25% das vendas desse estabelecimento. Em relação ao mesmo período do ano passado, houve um aumento de 18% das vendas. “Os quiosques equilibram o fluxo de clientes e permitem que os colaboradores do balcão consigam proporcionar um atendimento mais dedicado”, explica.

Outra das novidades é a decoração, que está a cargo de Gonçalo MAR, com quem a marca já colaborou em 2022. Segundo Pureza Morais Cabral, a escolha deste artista deve-se ao facto de “compreende bem o espírito e os valores do h3 e traduz isso muito bem nas suas intervenções artísticas”. A elaboração do “h3 Gardens” durou cinco noites, sendo que o visual destaca-se pelos tons predominantes azuis assim como uma interpretação artística de alguns ingredientes. A insígnia abre a possibilidade para novas colaborações, estando atentos às oportunidades. “Na nossa visão, cozinhar também é uma arte e faz sempre sentido juntar estes dois movimentos artísticos: alimentamos o corpo e o espírito dos nossos clientes”.

Os planos futuros para a cadeia de restauração da Real Food passam por abrir restaurantes em alguns centros comerciais maiores onde ainda não está presente, ou naqueles com dimensões mais reduzidas, mas que consigam garantir uma boa cobertura em termos de delivery. Além disso, está também prevista a renovação de restaurantes mais antigos, onde a imagem vai ser atualizada e vai ser implementado o novo modelo mais orientado para os pedidos digitais (quiosque, app h3 e delivery).

Simão Raposo

Terça-feira, 23 Janeiro 2024 10:01


PUB